<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5890420\x26blogName\x3dtorneiras+de+freud\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://torneirasdefreud.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://torneirasdefreud.blogspot.com/\x26vt\x3d6977037342804099436', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

7/13/2004

reencarnações on -line

apesar de esgotado o stock de cleópatras,bonapartes e monárquicos em geral,há ainda muitas vagas para intelectuais famosos.
alguns anónimos são também interessantes e muito,mesmo muito em conta.
para escolher a futura/passada reencarnação ,podemos ter acesso ao perfil moral,embora ele seja restrito e sujeito a alterações imprevisíveis ,pelas quais a gerência não se responsabiliza.
é também possível fazer encomendas em rede,ou seja,se desejarmos reencarnar e encontramo-nos com alguém desta vida ,basta inserir o perfil da mesma na seccção almas vagas,correspondente ao período cronológico,geográfico e sociológico para onde tivermos efectuado reserva.

estou indecisa entre várias opções.embora tenha o meu critério de escolha: quero ser homem,moralmente saudável,de preferência garboso e com talentos artistícos.
período cronológico...é difícilprescindir das comodidades da vida moderna...bom, mas acho que me inclino para século XIX.só não quero morrer de tuberculose.ah...e geografia,não tenho dúvidas: paris!