<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5890420\x26blogName\x3dtorneiras+de+freud\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://torneirasdefreud.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://torneirasdefreud.blogspot.com/\x26vt\x3d6977037342804099436', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

2/07/2005

jojó no mundo da gramática

nos últimos meses, jojó havia sentido que o seu retiro estava a chegar ao fim, que era o momento propício ao seu regresso.
no entanto, mera personagem dos meus domínios, jojó acalentava um sonho que não tinha a mesma exacta correspondência nos meus intuitos autorais.
foram horas suplicantes as que jojó me devotou, promessas de favores menos explícitos, divagações pós-estruturalistas e, por fim, num acme de neurastenia peninsular, a emotiva jura de carregar para todo o ficcional sempre a prestimosa gramática de lindley cintra e celso cunha.

- jojó- disse-lhe eu , disfarçando uma rouquidão solícita e quase embargada- prometer -me-ás não mais aturdir nossa lusitana língua com teus impropérios gramaticais, não corrompendo a veneranda e lusa língua e ofendendo seus mais preclaros avoengos?

- não, não mais que a voz tenho destemperada!- retorquiu jojó, o imberbe homicida das letras.

-prometes-me aturado e honesto estudo das santas leis sintácticas e ortográficas, socorrendo-te do ilustrado patronato espiritual de lindley cintra?


- um novo reino sublimarei, por mares nunca dantes navegados, mais do que promete minha humana ignorância!

- só para findar o nosso solilóquio ... quando vais perder essa mania de arredondar todas as frases para que se assemelhem ao imortal camões?





1 Comments:

Blogger nebia said...

Finalmente Jojó de volta!!!!!!!!!!!!!!

11:35 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home