<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5890420\x26blogName\x3dtorneiras+de+freud\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://torneirasdefreud.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://torneirasdefreud.blogspot.com/\x26vt\x3d6977037342804099436', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

10/31/2004

adenda
a hora mudou ,mas é ainda outono, é ainda tempo de manter o coração fechado.
momentos de conspiração

as últimas frases de um um filme revestem-se de uma hermenêutica singular.
em habla con ella diz-se: nada es sencillo.soy maestra de ballet e nada es sencillo.
hoje, em dominical leitura, wallace stevens reitera:everything is complicated,if that wer not so,life and poetry and everythin else would be a bore.
nihil obstat imprimatur est
adenda conspirativa das milícias vienenses
exultando dominicalmente pelo aprimorado achado,as milícias impõem-nos a divulgação da seguinte reflexão de wallace stevens:
« if some really acute observer made as much of egotism as freud has made of sex, people would forget a good deal about sex and find the explanation for everything in egotism».

10/30/2004

nota

ale quer que quer que as torneiras de freud tenha o patrocínio da Sonasol.tudo porque tem sol no fim.
deter gente mirabilia
hoje bebi detergente da louça, num acidente que não narro por questões de credibilidade. não espumei , não fiz bolinhas ,não vi balões vermelhos.fiquei desiludida.hic!

máquina de mimos, máquinas de valores

uma alemã teve a brilhante ideia de fazer uma máquina de mimos. o uso é tão simples, como ir às tais máquinas de coca-colas geladas, croissants frios, chocolantes glaciais. é uma questão de saber ler e clicar nos botões certos. então, uma pessoa pede um abraço e tem o abraço em segundos. ainda há hipótese de pedir como quer o abraço, apertado, justinho, com alguma folga. não vi coisa mais brilhante. as empresas atentas,que colocam os seus faróis em acção 24 horas, já andam a fazer brenchmarkig. tudo aponta que em breve estará , em qualquer esquina, uma máquina de valores,liberdade, justiça, etc. um lote deles.

vassouras para uso mental

serão colocadas brevemente em mercado. é uma das grandes inovações a rebentar primeiramente nas bolsas japonesas. peter drucker, grande guru da área, ficou tão estupefacto com a novidade, que o produto quando der o seu primeiro passo para às mãos do clientes, será obsoleto. haverá imediatamente uma tempestade , de vários lados, para melhorar, alterar, aperfeiçoar, copiar as vassouras para uso mental.
os manuais de tais vassouras estão a ser elaborados por uma equipa especial de filósofos kantianos, heideggerianos ,deleuzinanos.

resposta de leão

face a este aviso, enviei um e-mail ao rei leão. ele ficou furioso ,irritado. marcou uma diligência, um bando de andorinhas, para que seja logo primavera aqui.
blablaglossia
mário sá carneiro queixava-se da sua vida sentada que ninguém levantava.
tenho procurado com labuta de arqueólogo uma imagem que servisse a minha vida neste instante.só sei que precisava de um guindaste instalado na alma ,em regime de piloto automático. a imagem fica adiada.
não há casulos mentais.as fugas vão dar sempre ao mesmo caminho e a chuva que leva o rasto dos passos não me perdoa a memória.
estou queixinhas.vou ali inventar o verão e depois volto.

10/13/2004

te deum
a primeira constipação do ano frio devia ter um estatuto especial.no mínimo, direito a feriado oficial,entoação de cânticos e vigílias sorumbáticas.
a primeira constipação do ano representa o triunfo da natureza sobre ahumanística bioquímica industrial.
ela é a corajosa e destemida amazona que enfrenta os poderosos e masculinos antivíricos,essa tão nobre estirpe medicamentosa.
ela, qual pilgrin mother,ousada e aventureira,arrojando-se por entre mares nunca de antes navegados,ansiosamente desejosa de espalhar a sua verdade teológica sob a forma espírrica.
o meu corpo virou testemunha do seu fervor:qualquer terramoto de 1755, perto da convulsão provocada por um espirrinho por ela acometido, é nada.
se álvaro de campos se constipava até à metafísica, eu descobri a constipação teológica .
nihil obstat, imprimatur est

10/11/2004

obliquidades mentais

entre as minhas sapientais descobertas recentes:conduzir um canídeo pelas ruas é o mesmo que possuir habilitação legal para falar sozinho.

10/10/2004

de profundis aspiratorius turbinis moulinexus
hoje deu-se um pequeno passo na minha vida,mas um passo gigantesco na economia do meu lar.
finalmente,consegui ,qual jonas,penetrar no mundo profundo da grande baleia doméstica,que é como quem diz , o vulgar aspirador.
maravilhada com a descoberta, permito-me mesmo uma operção cirúrgica há muito clamada: um tranplante de saco.
posso assevar que o cetáceo electrodoméstico se encontra são e salvo,quase pronto a deglutir ,uma vez mais, ácaros aos milhões.
chamei de mau gosto o mau gosto
por vezes,alguém se refere a um ouro alguém como ex.simplesmente isso ,ex.a mim incomoda-me.o que é que,subitamente, faz alguém ser apenas um prefixo, um simples prefixo dispensando nome ,comum ou próprio?
a linguagem dos afectos está cheia de interditos,mas não deixa de me constranger tal monolítica prefixação dos sujeitos.

10/09/2004

eu não percebo nadica disto,
mas sou ,definitivamente a favor da extinção do futebol em portugal.
e venha o linchamento.

10/06/2004

se houvesse um hipermercado de palavras,como seria feita a sua catalogação?

10/03/2004

galeria




john malcovitch,em declarações à france press,sobre como a leitura de as torneiras de freud o tem motivado artisticamente.
as torneiras agradecem sentidamente o presente que nos foi entregue,a roupa do malvado valmont vai já para o museu das torneiras!




vestido aprumadamente,o charmoso ralph deixou uma proposta marital e uma escapada à martinica em cima da mesa,mas cuja feliz destinatária ainda não foi apurada.depois disso discursou -nos sobre a queda do império romano do ocidente entre duas taças de moet chandon.





-gregory,dear,cof,cof,ale é alérgica a cachimbos!
-mas...a mim ,disseram-me que era um dos fetiches dela!
-sim,mas os fetiches reais sãotão perigosos!
-ah,mas tudo bem:ceci n´est pas une pipe!







cariño!feliz cumpleaños!e dejame decirte que preciosa estás!esta noche no hay estrelas en el cielo , ellas están todas en tu rostro!,as primeiras palavras Darío Grandindinetti na chegada à festa!






discreto como sempre,e algo tímido com as demontrações líricas de afecto por parte de ale,bonnie prince preferiu ser um dos bardos cantantes da noite.o momento alto foi quando interpretou at the break of day,especialmente dedicado a uma comovida ale.





também com uma indumentáriaa rigor,adrien quis aparecer pessoalmente na castelar residência das torneiras.e não deixou de se oferecer para dar corpo à personagem de d.d,recentemente postulada por ale.





leonard,patrono espiritual de ale,considerava mais apropriada haver festarolano chelsea hotel,mas lá acabou por aparecer e dar os seus parabéns pessoalmente Às felicíssimas ale e nébia!

um ano!!!!!!!!!!

claro que nisto de blogues,os anos têm uma cronologia multiplicada ,como a canina!
no entanto ,para comemorar um ano de divagações fugidas ao divã,juntam-se a esta festa todos os membros do clube de fãs das torneiras!
estão quase a chegar!

Party!!!


10/01/2004

nova personagem

d.day .

o homem da remington 1942 que escreve cartas onde a letra «s»se lê sempre mais apagadamente que todas as outras.em breve,a correspondência de d.day,em exclusivo para as torneiras.

estou com medo

eu juro,vi o scroll daqui do lado mexer-se sozinho.

schhhhhhh

andava eu a descansar na casa do lado , quando ouvi aqui uns estranhos ruídos.graças a henry james ,acredito devotamente em fantasmas.
vim averiguar.
pois não é que as gaivotas torradística da nébia resolveram fazer uma quermesse literária????!!!!