<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5890420\x26blogName\x3dtorneiras+de+freud\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://torneirasdefreud.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://torneirasdefreud.blogspot.com/\x26vt\x3d6977037342804099436', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

4/25/2005

complexo da menina bonita

é uma menina bonita. veste apenas cores claras,ton sur ton, não fuma, não bebe e nem discorda do papá em assuntos políticos. fala baixinho e nunca disse um palavrão, não à frente de ninguém,e mesmo quando sozinha, cora sempre, vitorianamente. tem bons princípios diz a avó, é um anjinho corrobora o avô. casou-se com um homem muito apropriado, dois nomes e uma casa, tudo próprio.
é uma menina bonita.
certo dia, na rua, um homem alto, de pronúncia estrangeira,pergunta-lhe uma direcção. responde delicada e atenciosamente, é uma menina bonita. o homem,hesitando,convida-a para um café,pede desculpa pela intromissão,quem sabe,pensa ele. a menina bonita tremelica, sorri e aceita, ela diz sempre que sim.
ainda essa tarde, continuará a dizer que sim. mas está num motel suburbano e só quer dizer palavrões.

desafinado

amor e felicidade são conceitos díspares (consultar nélson rodrigues). o amor é um assalto à mão armada, intempestivo perturbador da modorrenta banalidade acolchoada do eu, um alargado síndrome de estocolmo.
pior, é um salvo-conduto para dizer, fazer e pedir coisas ridículas, tais e tantas , sendo ainda gloriosamente perdoado por tal infâmia.
e , sobretudo, é o que em nós o amor faz surgir que nos faz ,primordialmente, gostar do amor. claro que é exactamente essa também toda a matriz da tragédia. é possível continuar a amar alguém que não nos ama. mas é impossível continuar a amar o que o amor nos suscitava, porque isso , sim, fica irremediavelmente perdido.
de repente, temos menos piada, somos mais feios, menos intelectuais e muito mais verdadeiros .
em suma, o outro e o amor são uma anamorfose da nossa incompetência.

4/19/2005

imprimatur est

muito em breve, jojó abrirá o seu mundo ao público infanto-juvenil, com uma nova temporada da sua novela: o mundo encantado de jojó.

4/17/2005

o teste da sopa

trouxe os legumes indicados.
se conseguir fazê-la a minha vida ainda tem salvação.

4/14/2005

títulos para peças teatrais II

*quem se cança não alcança
*tédio, arrogância e dois prozac
*aqui dentro só mais dois
*a união faz a forca
*quadrilha de cinco é quintilha
*alegria duradoura e uma pausa para depressão
*modernistas, mentirosos e mais uns quantos
*o último telefonema de ventura alcides morais ( adaptado da peça inglesa ventura morais alcides´s last call)
*comédia de costumes para principiantes
*maus lençóis e uma virtude teologal

frustração

eu podia ser muito mais amplamente idiota do que já sou .

vendetta

vou fazer da vizinhança personagem, chega de despautérios tamanhos .

4/12/2005

teologia

take 1

prometes dizer-me sempre a verdade?
sempre, sempre, sempre.
juras?
juro .
mesmo ?
sim, mesmo.
eduardo, o meu nariz é feio ?
sim, é horroroso.
eduardo????!!!!!??????!!!!!!
mas eu só disse a verdade...
sim, mas não é preciso exagerar.
ah, ok....

take 2

juras dizer-me sempre a verdade?
sempre, sempre, sempre.
juras?
juro .
mesmo ?
sim, mesmo.
eduardo, o meu nariz é feio ?
não, minha querida, o teu nariz é singular.
eduardo????!!!!!??????!!!!!!
que fiz eu de errado ?? disse a verdade sem exagerar...como querias...
não , assim não dá. tens de ter uma opinião vincada, o que disseste é dúbio.

take 3

juras dizer-me sempre a verdade?
sempre, sempre, sempre.
juras?
juro .
mesmo ?
sim, mesmo.
eduardo, o meu nariz é feio ?
não, minha querida,o teu nariz é muito bonito.
ah, eduardo, tu és tão especial.adoro-te.
gosto tanto de ti .
eu também.
não vás embora.
eu não vou .
abraças me a noite toda?
sim, a noite toda.
e acordas-me com um beijo ?
todos os que quiseres.
gostas mesmo muito de mim?
muito , muito , e muito.
diz outra vez...
gosto mesmo muito e muito e muito muito de ti .
ok,agora deixa-me acabar de preencher o irs.

estatística de alcova

trouxe a internet para a cama: somos milhões,agora.

4/03/2005

apocalipse now

hoje ia salvar o mundo, mas acordei cansada.

do not disturb

os vizinhos passeiam os filhos cheios de alarido e algazarra no jardim,perturbando a elevada missão do meu domingo: ficar idiota.

títulos para peças teatrais I

*do outro lado da vida dizem-me que espere
*salvei o mundo em saltos altos
*como estragar uma vida em 4 actos
*a máquina de fazer gestos bonitos
*verdades de trazer por palco
*pobres,loucos e alienados num banco de jardim
*solidão de qualidade e uma confissão radiofónica
*os últimos dias de um mentiroso feliz
*diz-me o teu vício, dir-te-ei quem és