<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5890420\x26blogName\x3dtorneiras+de+freud\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://torneirasdefreud.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://torneirasdefreud.blogspot.com/\x26vt\x3d6977037342804099436', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

9/08/2004

elliot smith

morreu no mesmo dia que o calendário assinala mais um ano na minha existência.encontrei estes cartazes de espectáculos dados em estocolmo.e mais uma fotografia de elliot sentado num banco de jardim.
esta última fotografia pediu-me palavras que não tenho.












greguerías

Quando ouço um político dizer que "ninguém pode duvidar da sua gestão" parece-me ouvir que "ninguém pode duvidar da sua digestão".

O capitalista é um senhor que, quando fala connosco, nos fica com os fósforos.

Ramón Gómez de La Serna

9/07/2004

a panaceia para a bovary

fiquei a saber que a bovary anda tristinha e deprimida. na verdade,sob crise. como o seu pensamento-cubo-de-três-cores, não gira para cores mais alegres. entonces, arranjei um novo brinquedo para ela. (eheh).

que machadada antiga. agora na mala vai o santal.

o que não se sabe (era segredo e deixou de ser agora) é que, na sua recente viagem ao Brasil, o SANTAna Lopes. recebeu das mãos de um agente literário brasileiro vários livros do Machado de Assis, assim um de poesia, um romance, uma peça e, claro, as crónicas. ele ficou agradecido e disse que era uma pena ,não ter sido pelas mãos do próprio.

quite!i shall say ziz only once !

ele há convites e convites.
estes são os que eu tenho recebido ...

Divino Leitao has invited you to be his Friend.

god save the queen

a nulidade pode ser uma carteira de títulos de especial mais valia.
o que a nulidade não pode é estar sentada num canal televisivo, anafadamente instalada numa cadeira paga pelos meus impostos.
e já não foi a primeira vez...
mas desta vez era um dos canais públicos...

all you need is spam

datarara ...


RE: TRANSFER OF US$28.6M AMERICAN DOLLARS INTO YOUR ACCOUNT.

DEAR SIR

AFTER DUE DELIBERATION WITH MY COLLEAGUE, I DECIDED TO FORWARD TO YOU THIS BUSINESS PROPOSAL. WE WANT YOU TO ASSIST US RECEIVE THE SUM OF TWENTY EIGHT MILLION, SIXHUNDRED STATE DOLLARS (US$28.6M) INTO YOUR ACCOUNT. THIS FUND RESULTED FROM AN OVER-INVOICED CONTRACT AWARDED BY US UNDER THE BUDGET ALLOCATION TO MY MINISTRY AND THE BILL WAS APPROVED FOR PAYMENT BY THE CONCERNED MINSITRIES. THECONTRACT WAS EXECUTED,COMMISSIONED AND THE CONTRACTOR WAS PAID HIS ACTUAL COST OF THE CONTRACT, WE ARE LEFT WITH THE BALANCE OFUS$28.6M AS THE OVER INVOICED AMOUNT WHICH WE HAVEDELIBERATELY OVER ESTIMATED FOR OUR OWN USE BUT UNDERTHE PROTOCOL DIVISION, CIVIL SERVANTS ARE FOREBIDDEN TO OPERATE OR OWN FOREIGN ACCOUNTS. THIS IS WHY I CONTACT YOU FOR AN ASSISTANCE. WE HAVE AGREED TO SHARE THE MONEY AS FOLLOWS: 30% FOR YOU (ACCOUNT OWNER) 60% FOR US,10% FOR TAX, AS MAYBE REQUIRED BY YOUR GOVERNMENT.


( bem...seria entediante publicitar o demais ...)


p.s let spam rule your life!

9/06/2004

extra large

sentei -me como diziam todas as regras compêndios de boas maneiras.e sorri como me tinha ensinado a tia adélia: não sorrias explicitamente ,margarida,jamais sorrias explicitamente.e logo acrescentava a avó luísa :aliás ,menina, nunca faças nada explicitamente.
então eu fiz tudo como se ainda ali estivessem aquelas duas hirtas mulheres instruindo-me.a saia composta , as luvas retiradas delicadamente .uma encenação perfeita.palmas invisíveis no meu peito , quase estremeço , quase , mas ...ah , a compostura.foi por um triz , sinto a cara mais quente , mas penso na tia adelaide e na avó luísa, as duas mortas,tão compostamente mortas...as mãos em disposição seráfica , os anéis com um brilho honesto e cirscunspecto e até um certo blush nas faces.o blush , lembro de entrar no velório e de reparar nas caras contristadas de quem lá estava ao me verem ali, sapatos de verniz aprumadamente preto.
alguns temiam o meu choque quando as visse , mas lembro -me apenas do blush nas faces.um blush explícito , mais carregado do que qualquer hora ousada na vida daquelas duas.
não sei porque lembro disto agora,não gosto de esperas , fazem-me sempre pensar em coisas desagradáveis .explicitamente desagradáveis.
o doutor aparecerá dentro em pouco , creio .esta recepcionista não pára de me olhar e isso confunde-me.não tenho nada que mereça ser olhado , apontantado , lembrado .só talvez a minha extrema e grande ausência de explicitude.
as minhas unhas estão bonitas,poderei pousá-las na secretária do doutor sem embaraço .eu podia suspirar neste momento , mas não quero que a recepcionista olhe ainda mais para mim, mas ....ahhhh que vontade de suspirar eu sinto. o doutor casou-se faz em abril três anos e foi uma linda cerimónia . usei um vestido circunspecto mas elegante,rosa chá, e o colar de pérolas da avó luísa.
a recepcionista está a ler uma revista.ela é demasiado explícita .mas tirou os olhos de cima de mim e agora sou eu quem a pode olhar.não o farei ,contudo .olho as minhas unhas , como estão bonitas ...talvez falte um anel ,devia ter posto um anel na mão esquerda.
a seguir sou eu a entrar ...detesto estas esperas.uma vez não me foram buscar à escola e fiquei sozinha com a última das empregadas que era gorda como não se pode ser gordo e me deu um copo de leite abarrotado de açucar que me deixou enjoada.
até hoje quando vejo pessoas gordas fico enjoada e com sabor de leite muito açucarado na boca.ser-se gordo é excessivo.
respiro o mais fundo que posso e quase suspiro .queria suspirar.ou talvez fumar.acho que eu poderia ser elegante , fumando.
a moça levantou-se da cadeira , não .não pode ser ela vem para aqui ...o que quer ela comigo?eu não tenho nada para lhe dizer e recuso -me falar da espera , do tempo , da política ou de bordados .viro-lhe cara, é isso , vou virar-lhe a cara.
as horas...pergunta-me as horas e agradece com um sorriso .as pessoas gentis irritam-me porque temos de ser gentis com elas .não quero contratualidades com estranhos.
aaaa , doutor , tanta demora assim...não entendo ...
não gosto de esperas.fazem pensar sem ter controlo sobre o que penso e acho isso muito desagradável.quase que fico excessiva.sabe doutor? tenho muito medo de ficar excessiva ...é preciso manter um distanciamento seguro , cultivar uma frieza dinâmica nas relações,não acha doutor?
doutor , diga qualquer coisa , interrompa-me , peça um esclarecimento .penso demasiado , corro o risco de começar a pensar demasiado .não quero âmagos , não quero aproximações.quero viver em mim tão aparentemente como as maõs que arranjei para vir aqui e dispô-las sobre a mesa.
sim doutor?sim?pode interromper?sim?

clap , clap , clap

via bomba inteligente , fico a saber qual a minha banda 80´:

( vou ali manipular um bocadinho e venho já ...eu estava à espera de ser a smiths girl ....)


DepecheMode.jpg

You're just looking for love. You're very
emotional, and a lot of sad teenagers are going
to turn to you when they feel like shit.
You're also into BDSM, you devil, you.

What band from the 80s are you?
brought to you by

9/03/2004

“O que ela amava era isto, aqui, na sua frente […] Importava então algu­ma coisa, perguntou a si própria, caminhando ao longo de Bond Street, im­portava alguma coisa que a vida tivesse inevitavelmente que acabar um dia; tudo aquilo continuaria sem ela; sentia pena? Ou não seria consolador acreditar que a morte acaba absolutamente com tudo? Mas de qualquer forma, nas ruas de Londres, no vaivém das coisas, aqui e acolá, sobrevive­ria […] fazendo ela parte, tinha a certeza, das árvores junto da casa; da­quela casa tão feia, toda a cair aos bocados como estava; fazendo parte das pessoas que nunca vira; diluída como uma névoa por entre as pessoas que ela conhecia melhor, que a elevariam nos seus ramos, como tinha visto as árvores erguerem o nevoeiro, mas isso levava para tão longe a sua vida, e a sua vida, e a ela própria! Mas em que estava a pensar quando olhou para a montra do Hatchard? Que estava ela a tentar recordar? Que visão de uma clara aurora no campo, enquanto lia no livro aberto na sua frente? Não tor­nes a ter medo do calor do Sol, nem das rajadas do Inverno em fúria.”

Virginia Woolf , Mrs.Dalloway, trad.port, Lisboa, Ulisseia, 1982, 11

9/02/2004

diz-se por aí

nas ruas cinzentas e nos passos desdobrados, nas livrarias fechadas e na boca das mulheres conhecidas,no telefone cansado que insiste e pede anotações,diz -se por aí na cidade quase abandonada , nos instantes breves do contententamento , na calçada à beira-mar , na dança de fim de agosto , diz-se por aí nos comboios que partem sempre e nas palmeiras que arrancaram do chão da infância ,no café onde te traziam o café meio cheio , meio frio esperando o meio sorriso de quem lia o jornal , diz -se por aí , diz-se no meu peito , diz-se que a partir de novembro as torneiras stão ao serviço de sua majestade.
abre-se a filial uk das torneiras.mas schhhhhhhh...afinal as missões ao serviço de sua majestade são secretas...

BACHELORETTE



i'm a fountain of blood
in the shape of a girl
you're the bird on the brim hypnotized by the whirl
drink me - make me feel real
wet your beak in the stream
game we're playing is life
love is a two way dream

leave me now - return tonight
the tide will show you the way
if you forget my name
you will go astray
like a killer whale
trapped in a bay

i'm a path of cinders
burning under your feet
you're the one who walks me
i'm your one way street
i'm a whisper in water
a secret for you to hear
you are the one who grows distant
when i beckon you near

leave me now - return tonight
the tide will show you the way
if you forget my name, you will go astray
like a killer whale trapped in a bay

i'm a tree that grows hearts
one for each that you take
you're the intruders hands
i'm the branch that you break

Bjork


"one day i found a big book burried deep in the fround. i opened it but all the pages were blank, then to my surprise it started writing itself. on day i found a big book burried deep in the ground..." -do video "bachelorette"