<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5890420\x26blogName\x3dtorneiras+de+freud\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://torneirasdefreud.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://torneirasdefreud.blogspot.com/\x26vt\x3d6977037342804099436', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

11/30/2003

-o nébia ,foste ver se temos recados ?
-sim , ale , fui .
-e então ?
-olha ,continuamos a receber aqueles email a perguntar se já regressámos de viena e se já demos um tal de contra-golpe a um comité da salvação não sei das quantas...percebes isto?
-eu não ..será que esse pessoal endoideceu ?
-sei lá...
a culpa

já foi da nébia,dos ovos das galinhas do campo e do lixo espacial,da operação triunfo ,da font-family verdana,arial ,das luzes de nevoeiro. da seta do centauro ,do elton john do cometa halley e do estádio do dragão . hoje a culpa é da junta provisória de salvação internacional do património freudiano.e tenho dito .a culpa é da junta provisória blá blá blá .
para a marisa que está no lácio
( desabafo sentimental)

está muito vento e chuva aqui.e às vezes tudo parece desabar.mas encontrei no meio do caos uma carta tua .ou a rosa nascendo das linhas da mão .uma mesma linha atravessando o céu e a mão .
lembro dos sorrisos e muitas gargalhadas .dos sonhos segredados .das loucuras profetizadas .lembro de chorar e me limpares as lágrimas .do teu abraço .das tolices que só adolescentes fazem.da palavra certeira .do mundo a passar pela janela do comboio ao longo dos anos .de como sempre me esperavas à porta da sala e fazias caretas pelo vidro.lembro de ter de estar atenta aos arquifonemas e segurar o riso .de ficarmos caladas.de nos zangarmos .de amuarmos .de discutirmos . de nos termos inventado o tratamento mútuo de xiapaneca .e dos abraços chorosos porque nos reconciliávamos sempre.de como sorrias aos meus delírios .de como sempre dizias querer ler os rabiscos e eu sempre a fugir.
lembro de seres tão sentimental como eu .de perceberes as minhas montanhas russas e voos picados .de saberes da minha sede .de apenas tu teres percebido logo o que estou prestes a viver .
lembro de há muitos anos atrás ...de estares na carteira à fente da minha e de haver livros contrabandeados .lembro de te emocionares .do teu choro .de como nunca esqueceste uma palavra ,um gesto .lembro depois das cartas que chegavam de todos os sítios por onde passavas.foste tu a partir . de telefonares de muito longe por saber que precisava de tuas palavras ,naquele exacto momento .
e de nós quem mais delirou com a partida permanece, esperando o mundo ser outro .e falta tão pouco ,marisa ,tão pouco.e sei que estás por mim.

e sabes? estou só mesmo a escrever a tua saudade...sem nexo ....mas é isso ...a tua saudade.
que bom que estás feliz xiapaneca.
camané


porque este fado é lindo mesmo .e a voz dele ...a voz dele tem sabor de estrela adormecida nos pulsos .
o fado: se ao menos houvesse um dia ...é lindo ...

i just wanna say


que o mundo é um círculo que nas pálpebras não sei fechar e nas mãos é impossível ler.para quê ter um mundo que não se lê?
so long marianne

imaginei-me a cor da distância na ilha para onde fugiste.
maginei o cheiro da tua voz quieta como estes lençóis nus onde me deito . nos lábios que te repetem procuro uma palavra que enforque nos pulmões as árvores onde te encostavas .
e o meu corpo vai perecendo , marianne , perecendo na tua ausência .
vou pela cidade e atravesso a chuva ,escrevendo no ritmo dos passos o que no coração me riscaste :
porque partiste ,marianne , interrogando o mundo, se o mundo é a pergunta que te desfez as pálpebras?
are you lost kitty ?

talvez as almas venham todas do deserto ou talvez elas sejam só areia e morrer regressar ao sopro ...repetia o velho .
havia barulho demais no mundo e num domingo uma mulher partiu rumo ao silêncio de mãos vazias e olhos rotos.
há pouca lonjura no mundo ,disse ela ...e só o velho ouviu.
ele sabe que ela regressará um dia contando o encontro dos seus lábios com o destino e do destino com a dor de existir.
uma mulher imensa como um deserto sem mapas.
e para piorar tudo ,eu simplesmente odeio o natal.é isso mesmo :eu odeio o natal.e o que é isso de natal de qualquer modo ?ainda não entendi bem...
domingo ,arrumações , sinusite ataca ,tempo urge,chuva cai ,enjoo vespertino acentua-se,livros empilham-se sem ordem,o caos enformando-se num cosmos que nao chega ,nervosismo ,falta de tempo e mais enjoo.chá de cidreira ? sim.blogue? de facto , o que vim aqui fazer?
charada

este é o último domingo .

11/29/2003

comunicado oficial da junta provisória de salvação internacional do património freudiano

o presente comunicado foi inteiramente redigido pelo comité central da junta supra -citada.é sua intenção proclamar a ocupaçãoo do blogue torneiras de freud.
a nossa missão é pací­fica e pretendemos apenas higienizar as mentes insanas que por aqui têm pululado , fazendo indiscriminada e aviltada paródia do pai da psicanálise.sim.sim.
como primeira medida ale e nebia foram levadas por agentes da máxima confiança para local incerto em viena ,para um estágio de reciclagem e análise ortodoxamente freudiana.sim.
a caixa de comentários foi suprimida como forma de evitar as inundaçõeses provenientes dos estados claramente demencias de ale e nebia.sim, sim...
e ,finalmente ,estamos a proceder à  limpeza da memória de ale e nebia num processo claramente freudiano ,mas fazendo uso também de novos conhecimentos informáticos e com a colaboração da maya.sim , sim da abelha...
e sim , sim , a mudança de template foi só uma medida de distracçãoo ...na verdade a essa hora ,ale e nebia já teriam atravessado a fronteira do júlio de matos ...sim,sim...


senhores frequentadores mantenham-se calmos e atentos.não há motivo para pânico .
sim , sim , sim ...a qualquer momento o departamento técnico de as torneiras de freud retomará a tão concorrida caixa de comentários...
emissão prosseguirá a qualquer momento .
que fazer se as paredes da casa já não servem de pele ao grito?

11/28/2003

a noite pousou nos teus ombros e eu abraço-te para nunca mais ser dia .
bem...

parece que hoje fica cheio de erros e com esta coisa extra-large.foram os meus quinze minutos de fama no maravilhoso mundo dos templates.
amanhã a nébia reporá tudo nos seus devidos lugares...

p.s.adeus mundo cruel dos templates ...buááááááá

amanhã será outro dia ,
ass,
ale o `hara
que medo !

a nébia chegou !temos guru!
só que ela está enfurecida avec moi meme , com o meu terrorismo templatico ...puxa...eu hoje subi a escadaria dourada do design bloguístico e acabo a noite num beco da margem sul .buáááá....

11/27/2003

desculpem

as obras em portugal são assim.resolvi dar uma de designer e a coisa tá a dar pró torto .e a nébia , guru de assuntos bloguísticos está de férias num paraíso piscatória.então fiquei abandonada à minha ignorância.e lá diz o ditado ...patrão fora ...quando ela chegar e vir isto mata-me..não digam nada ...ai iiiii e ainda por cima os acentos todos mal ...socorrooooooooooooo!fidel , arranja lugar para mim!
monstro
( é apenas uma mensagem , se não se chamarem monstro deverão avançar)

o homem decidiu que poderia amar aquela mulher com a sua música.então andou pela casa e embrulhou-lhe todas as músicas que tinha juntado ao longo dos anos .
quando a música chegou ao outro continente, a casa da mulher, ela fechou os olhos e deixou- a atravessar-lhe a pele. dias depois o homem chegou .
hoje ele ouve a música dentro da pele da mulher .
manhã

dormi dentro da tua mão fechada e agora o dia precisa abrir-me o peito .

11/26/2003

enough is enough

ok...eu até gostei do outono .as folhas caindo , rilke no pensamento ...eu gostei de vestir meus casacos quentes ..gosto do cheiro das castanhas assadas...gosto das nuvens do outono e das marés vivas...mas e que tal o verão voltar ?
falta muito ?
charada

faltam 1o dias !querem saber ? pois eu não digo ! ih ih ih!deuses !é que só faltam mesmo 1o dias!!!!



o olhar da esfinge

clarice lispector por de chirico .


o rosto de clarice é a teia impossível da escrita.decifra-me ou devoro-te.
dúvida meteorológico-existencial:

se eu fosse chuva eu era ácida?
suspiros II

tess corre para angel ...acaba de matar o marido...no hotel o tecto ficara a pingar de sangue...


quando
( post sentimental e confuso para uma noite de chuva)

quando
a espera é o caminho e o caminho é longo
e a lonjura infinita ,
quando o infinito se bebe com demora
e a demora se faz eterna,
quando eternidade é a palavra repetida pelas manhãs
e a palavra é o fruto e o pão
e o pão se estende pelos lábios ,
quando os lábios são a flor do beijo
e há flores a murmurar o tempo
e o tempo é o tempo da espera
e a espera é o caminho ,
eu sei e eu aguardo
a lonjura ,
o eterno ,
a palavra
e o beijo .
tenho na garganta o ritmo da pedra
e não há voz que a levante
nem inverno que a gaste.
patético XVII



estás perto de mim?
estou ...
prova-me.
se fechares a mão eu caio dentro de ti .
que corpo esqueceram na palma da minha mão?
love me , but don´t say it to me

lily barth é a mulher entre a névoa.ela havia perguntado uma vez como é que ele poderia ajudá-la.
i could help you by loving you ,ele responde-lhe.
mais tarde ...
ela:love me ,but don´t say it to me.
e sai correndo .
.

( o filme , the house of mirth , terence davies , adaptação do romance homónimo de edith warton)


este filme tem o quase beijo mais lindo que vi em cinema.




última cena .suicídio .as cortinas do quarto são fechadas ( teatro? ) .lily ingere o líquido de um frasco e deita-se.na mão o frasco aberto entorna sobre o lençol um líquido castanho , encorpado ...até a mão amolecer completamente .a morte por metonímia.

quando ele chega ao quarto lily já morreu .ele abre as cortinas.isto é impressionante .as cortinas enchem de luz o quarto e o rosto morto de lily.ela ainda não tinha olhado para ela.o choro .e a frase : o lily , i love you .i love you .
suspiros



dois versinhos , de duas músicas

...you held to me like a crucifix...( leonard cohen/ so long marianne , sim , sim ainda continua ...)

...quero pesar nas tuas costas feito cruz.... ( chico buarque /tatuagem)


p.s....bom , é que está chuva e eu fico muito sentimental ...lalalala....

onde nos abrigamos da chuva caindo no coração?

11/25/2003

é mentiga!!!!!!!!!!!!!

lê-se no público:
No Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres, o ministro da Presidência, Nuno Morais Sarmento, afirmou, em Lisboa, que os números da violência doméstica em Portugal são "intoleráveis" e vincou a vontade do Governo de combater este flagelo social.

mas não foi nada disto .o que morais sarmento disse foi que os números da violência domestica são "intolegáveis"!ai ai ai a!


( e no fim , terá ainda dado seu grito de guerra , aliás gito de guega: eu vou salvag a gtp!!!)

charada

faltam 11 dias !querem saber ? pois eu não digo ! ih ih ih!deuses !é que só faltam mesmo 11 dias!!!!




a culpa

já foi da nébia,dos ovos das galinhas do campo e do lixo espacial,da operação triunfo ,da font-family verdana,arial ,das luzes de nevoeiro. da seta do centauro e do elton john e a cu do cometa halley . hoje a culpa é do estádio do dragão .e tenho dito .a culpa é do estádio do dragão .

a páscoa da minha infância,episódio segundo de as minhas memórias no seio de uma famíla marxista-leninista !


lá em casa ninguém falava de páscoa.quando via imagens de cristo eu pensava que era uma foto mal tirada do che...mas havia espírito pascal , no entanto.deslocado do calendário cristão , mas espírito pascal ..era a cada 25 de novembro : minha família ficava cabisbaixa ,lamentosa ,entristecida...
quanto a mim, só me lembro de ter muita pena de não haver amêndoas e muito menos coelhinhos da páscoa ...
as minha aventuras na auto-feirense
( versão conspirativa)

não sei se pelo frio acentuado , se por carregar na carteira a consciência dostoievskiana de raskolnikov , se pelo franciscanismo dos autocarros , mas nos últimos dias viajar na auto -feirense tem-me dado a estranha impressão de viajar pelos subúrbios petersburguianos.a tudo isto acresce a sonoridade viril e ao mesmo tempo lamentosa da língua lusa exalando da boca dos motoristas.
num dos horários é frequente ter -se a companhia buliçosa e castiça do proletariado feminino .isso e os seus decibeis de soprano a fazer concorrência à rádio festival.os assuntos discutidos costumam versar a actualidade mediática , ou seja quem traiu quem na telenovela , ou as expulsões da casa do big brother...eu costumo permanecer desinformada porque tenho a feliz capacidade de adormecer ao segundo ricky martin da rádio festival , ou à segunda leitura partilhada de a maria.

mas eis senão qual é o meu espanto quando hoje acordo de um solavanco e me ponho a escutar a conversa.deuses , eu não estou na urss , eu estou no prec!!!!!!!!estas mulheres discutem políticas salariais e decidem formas de protesto .saio do autocarro .a agenda confirma: é , hoje é dia 25 de novembro.
yo no credo pero que las hay hay ...

11/24/2003

uma litania para te lembrar

( para r.)

és o mar que me bebe as mãos. és a laranja aberta fazendo a manhã. és a sílaba que o sol estende pelo mundo.és a minha pele repetida e a boca onde nasço.és a hora futura que dança. és a casa que me despe e a terra onde me deito.és o céu pousado no coração.és a voz onde me atravesso e és a palavra solta no país mais longe.és o lugar e és a espera .és o anjo que foge pelas pálpebras e és o pulso onde a liberdade começa. e és.
a culpa

já foi da nébia,dos ovos das galinhas do campo e do lixo espacial,da operação triunfo ,da font-family verdana,arial ,das luzes de nevoeiro. da seta do centauro e do elton john. hoje a culpa é do cometa halley .e tenho dito .a culpa é do cometa halley .




e sabem?estou também farta

de não atravessar paredes.decidi que me vou mudar de armas e bagagens para um filme de ficção científica.ou vou viver para o último tratado de física quântica.sim .sim.
estou fartinha disto !
noite e dia à espera que o céu me caia pelos ombros como uma vestido de seda ...e nada ...nada...fico farta de tanto esperar ...
a psiquiatra

em criança clara era capaz de ficar em silêncio durante horas.ignorava as bonecas , as conversas , ignorava-se.gostava de ficar por horas vendo as formigas.às vezes , sem saber como,matava uma formiga e deixava-a no meio das outras.e ficava a ver como depressa essa formiga era levada pelas outras.
clara gostava de seguir o carreio das formigas até ao esconderijo .sempre que o descobria ficava horas observando o afã metroplitano das formigas.

talvez fosse essa consciência do mínimo que hoje a fazia ser tão criteriosa.conhecia todas as tristezas , tinha-as todas inventariadas , as causas , as horas em que iniciavam , a duração das tristezas, a medicação , as associações verbais e imagéticas
.clara tinha a mesma paciência , a mesma minúcia criteriosa na observação dos estados de melancolia que tinha na pueril observação das formigas.
só havia perdido o dedo que em criança esmagava a formiga e ficava a ver o desastre.
patético XVI


podes ensinar-me a música?
qual ?
aquela que faz dançar a faca do coração .
há dias. e hoje preciso de ficar muito doente de esperança...e vou ficar, com força.


e começo a percrustar um rosto com medo da certeza....


outra vez aquele cão preto a ladrar, desta vez, mais perto...








barulho

às vezes só muito barulho para cair em paz.para cair da terra no céu .música tão alta que esteja à beira do limiar do insuportável!!!!!!!!!!!!!!!!!!


grave senilidade

estou em casa .uma buzina insistente lá fora.minha reacção : meninos , schhhhh!
socorroooooooooooo!
charada

faltam 12 dias !querem saber ? pois eu não digo ! ih ih ih!

11/23/2003

de repente senti o mundo vazio

porque olhei as minhas mãos e elas nao são como as da minha mãe e do meu avô que eram tão parecidas...
porque nesta imagem o cigarro tem cheiro

e cheira como os livros do meu avô cheiravam.a cigarro .os livros do camus que me deu também.os outros com que fiquei.a cigarro.


e se te pudesse ver as mãos , eu veria a unha do dedo indicador amarelada pelo cigarro , como a do meu avô .
as minhas fotos...

hoje fotografei umas nuvens tao lindas..nao sei colocar aqui as nuvens , mas este foi o poema que me ocorreu ...


L'Étranger

- Qui aimes-tu le mieux, homme énigmatique, dis? ton père, ta mère, ta soeur ou ton frère?
- Je n'ai ni père, ni mère, ni soeur, ni frère.
- Tes amis?
- Vous vous servez là d'une parole dont le sens m'est resté jusqu'à ce jour inconnu.
- Ta patrie?
- J'ignore sous quelle latitude elle est située.
- La beauté?
- Je l'aimerais volontiers, déesse et immortelle?
- L'or?
- Je le hais comme vous haïssez Dieu.
- Eh! qu'aimes-tu donc, extraordinaire étranger?
- J'aime les nuages... les nuages qui passent... là-bas... là-bas... les merveilleux nuages!

Charles Baudelaire
"Le spleen de Paris"
patético XV

se te pedir um beijo , dás?
se eu não tivesse nascido ,encontravas-me?

patético XIV

ele:porque desceste da árvore aquela noite?
ela:porque queria morrer na terra contigo .
o último teste do fim-de-semana?

Check out my Morality! 76% liberal, 24% conservative
patético XII

donde vens?
do corpo de uma mulher.
estás só?
estou.
queres um ventre para nascer?
patético XI

quem está aí?
a tua sombra...
queres entrar ?
não , quero levar -te comigo .
patético X

empresta-me a tesoura.
para quê?
quero recortar teu coração .
para quê?
para o costurar no meu .
The million kiss hotel

pois pois. não sei não. mas desconfio que seja realmente essa a nova casita de ale. é para distrair os paparazzi, só pode. é capaz de ser mais esta aqui:



ah, porque é que ela corre descalça e de braços abertos..??
um monstro invadiu as torneiras !help!


o perigoso monstro queria café a qualquer custo .lamentamos mas aqui só temos água del cano ...só se eu for ali abaixo aos posts de madame buscar café da colômbia ...terá dito a consternadíssima ale ..
olhá minha casita nova!

mudança de endereço

a mais recente prémio nobel , perdão , a mais recente oscarizada da academia , ale florista vem por este comunicar sua mudança de endereço .a correspondência deverá ser remetida para

ale florista
The Chelsea Hotel 222,
West 23rd St, aptm.37
New York City,
Manhattan



se nao conhecerem o endereço fica esta imagem .....e até já ...tenho um encontro com o woody ...ahhhh , estou com sono , mas lá terá de ser ...taxxiiiiiii!

quantos pontos há num círculo...?

ale, ontem perguntou-me porque é que não coloco vírgulas antes dos pontos finais.

o problema é o seguinte: uma vírgula é caixa de mudanças do carro. eu ainda estou nestas mudanças há pouco e não sei muito bem. primeiro coloca-se uma ,depois a segunda. agora na terceira nao sei. se vai mais adiante ao não.
ou seja: ainda estou no ponto morto. daí tantos pontos.
país estranho

era uma vez um país em que todas as folhas estavam brancas.alvas . era um país de linho .não havia letras a sujar a pureza do papel.
em vez disso as palavras saiam das retinas dos seus habitantes e fazia séculos que tinham prescindido da voz também.
assim , o viajante ficava aturdido pois as palavras gravitavam pelo céu , boiavam pelo mar , deslizavam sobre a terra , como uma quase névoa.
e era possível ser tocado pelas palavras ,que poemas inteiros se encostassem à pele.
nesse país, os poetas eram objecto de especial devoção .isto porque de suas retinas saíam as mais belas palavras que faziam depois parte de toda a natureza.e qualquer um dos habitantes podia ser tocado por essas palavras e tocá-las , passer-se por elas.
mas um dia, um desse poetas começou a querer guardar para si as palavras que suas retinas exalavam .dedicou-se a descobrir um processo que o possibilitasse e , finalmente , muitos anos volvidos , alcançou o que pretendia.
quando foi descoberto , a população expulsou-o .

e preciso de um bom berro de novo !
a culpa

já foi da nébia,dos ovos das galinhas do campo e do lixo espacial,da operação triunfo ,da font-family verdana,arial ,das luzes de nevoeiro e da seta do centauro .hoje a culpa é do elton john.e tenho dito .a culpa é do elton john.
charada

faltam 13 dias!querem saber? pois eu não digo !ih ih ih !

patético IX

onde está a lua?
a prender -te os cabelos ...
bebe-a devagar ...e beija-me de seguida.
patético VIII


se te der este papel fazes um desenho ?
se te der o mundo , foges comigo?
patético VII

está tanto silêncio no mundo , hoje.
ouves a música?
não.ouço a tua pele.
há tão pouco luz ,nesta manhã...
vês o mar?
não.vejo a tua boca .
patético VI


se eu voasse eras céu?
ou estrela.
se eu nascesse eras ventre?
ou terra .
se eu fosse palavra eras boca?
ou poema .
patético VI

fecha-me os olhos .
assim?
mais ...
assim?
ainda não ...
mas é impossível fechar mais ...o que vês?
vejo a memória do mundo .
patético V

fecha a porta .
já fechei .
agora dá -me um abraço que me arranque da terra.não te demores.
patético IV

por que não olhas para o céu?
porque tenho medo de não acreditar mais em anjos .
patético III

abre os olhos , ou cais ...
mas eu quero é cair ...
se caires , dói ...
se eu cair adormeço deitada nas folhas...
e se eu te soprar até ao chão ?

11/22/2003

patético II

tens lume?
não ,mas tenho uma alma , queres?
a tua alma dá para acender este cigarro?
dá...


patético I
sabes? gosto de ver esta estrela que tens aqui no ombro esquerdo.
miguel , não digas disparates...
está bem , eu não digo .mas amavas-me sem disparates?
não.
então tenho de continuar a dizer,para me amares.
miguel , amavas-me se eu não tivesse uma estrela no ombro esquerdo?
não .

Beras e certas

todos os dias a nebia recebe e-mail, com críticas sobre a sintaxe, por vezes, brasileira.
como não dá para responder a todos e-mails, logo de uma vez, só se for aos pingos,claro. faço a explicação por aqui ou mais deixo aqui as possíveis causas.

risque o que não lhe interessar!
são as seguintes:

1. nasci no brasil. e vim de lá com poucos anos. a minha família é quase toda a brasileira. e cá em casa, só falam em português do brasil.

2. li a clarice lispector tantas vezes que estraguei a minha sintaxe.

3. não perco uma novela do manoel carlos. e sei os nomes de todas personagens na ponta da língua.

4. quero chamar as audiências brasileiras. porque gosto de países grandes em largura. e o nosso é só um rectângulo....

5. o português do brasil é a primavera na língua. e eu não gosto do inverno do português cá da nossa terrinha.

6. tenho a uma personagem brasileira dentro de mim, há muito tempo e ela não quer sair. embora o meu eu leitor seja português. ela insiste em ser brasileira.

PXIIII !!

recebi, há pouco, um mail do Repórter Lírico da Janela Indiscreta preocupadíssimo que eu
colocasse a conversa (da tal fabulosa entrevista) , off the record, no nosso blogue. agora não sei muito bem. perder assim uma conversa tão interessante...
continua em suspense....
e mais, parece que ele ficou perturbado...
agora seremos nós a fazer umas perguntas do foro psi....ao Repórter Lírico.
pxiiiii..
Entre

desconfio que há um homem que todas às quintas, ao fim da tarde, lê três páginas de "la douleur" de marguerite duras e deixa dois guardanapos de "il caffe...di roma", dentro de uma página. há dias, tive a certeza, quando passei pela biblioteca e verifiquei que estavam lá os dois guardanapos em branco. haverá um dia que deixará de ser silêncio, pensei ou sonhei?
não lhe consigo escrever que a imensidão do céu é um poema ilegível..., às vezes.
post gastronómico e menos que inútil

são quase 11 horas ....não jantei ..devo optar por algo leve e frugal.faço uma pesquisa pelas estantes da cozinha.é isso mesmo .feijoada de lata .nham , nham..
queria uma escrita sem gramática.
um grito não é um pronome, não é verbo, não é substantivo...

and the oscar goes to

.....................( reticências de suspense)........................

ale in torneiras de freud!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
eu quero

ser a minha imprópria personagem.will you excuse me ...i have a film of my own !!!!!!!!!!
algo

( as aventuras de jojó , mordomo e poeta rocher ao serviço de sua majestade)


AGORA COM O RIGOROSO EXCLUSIVO DOS OVOS KINDER DELICE!

jojó tinha partido para a sua piquena aldeia nos alpes suiços .heidi on his mind ...mas só viu a vaquinha milka ...então depois de rever o irmão cada vez menos imberbe e respirar o ar puro dos alpes , jojó começa a sentir falta do buliço da poluída civilização .é preciso recordar que jojó tem ambições poéticas.ele é um poeta pós .pós quê , mesmo ? ai , não lembro ...

marisol , querida , não me quer ajudar? ah , sim , obrigada ...jojó é um poeta pós-moderno .

e agora de novo na mansão de madame. ( isto de ser autor é muita fixe ponho os gajos onde bem me apetece).

madame , irrompe tresandando a channel 5 enquanto jojó reflecte sobre o anexim latino que afirma vita brevis , ars longa:
jojó , apetecia-me algo !
madame , kinder bueno !
o que está a dizer , jojó?
é bueno é bom , madame !
jojó, querido eu até tenho um certo apreço por si ,eu até tolero os seus delírios poéticos para agradar aquela minha amiga escritora que lê blogues e acha que ter um jovem poeta como mordomo é himalaias de chique!mas o jojó tá a exagerar !
mas madame...
cale-se jojó!
pois não madame...
olhe lá , escreva-me aí uma quadra popular sobre bifanas e roulottes tá bem ?
madame?
sim , você não é poeta? então despache-se ou fica sem a heidi !
Palimpsesto ( e mais do que isso...)

às vezes, ela se sente como fosse um cesto onde se despeja todas as raivas, as dores, os gritos. não se chuta para o canto. porque ela precisa de ficar à beira. engana-se a tristeza com os eheh. e há palavras que são mesmo lâminas. se rasgam a pele. elas vão ficar lá. mais do que um palimpsesto,....
se freud estivesse entre nós

muito ia ele gostar das notícias sobre o trânsito cortado no túnel das amoreiras!
cá pra mim ele até inventaria o complexo túnel das amoreiras.
vem aí !

a nova rubrica do torneiras!depois do sic dez horas , depois da praça da alegria o regresso mais esperado do mundo mediático nacional:

NO DIVÃ COM ...

mais notícias a qualquer momento ...entretanto , tire os sapatos , dispa-se de preconceitos e aguarde NO DIVÃ COM ...
top secret
( revelações que contam com a especial colaboração do gnomo heideggariano)

numa sessão post-mortem com algum delirium tremens à mistura acabei de descobir a tara secreta do tio segismundo .sim ,segismundo frederico ,também conhecido nalguns meios pelo nome de guerra de sigmund freud.
e não , não era prima dona do ballet viena.


em tardes solitárias ,tio segismundo vestia-se de canalizador e lá ia ele desentupir canos burgueses.daí as teorias do subconsciente .era tudo um disfarce.na verdade , as teorias do tio segismundo sobre as diferentes camadas de consciência não são mais que teorias de pichelaria cifradas.
é que ficava mal a um médico ter a canalização como passatempo.
entiendes hombre?
e ate lá não se esqueça

dê uns bons berros !
atenção!
ale e nébia organizando sessão de berro -catarse na blogosfera !a sessão terá lugar as 12 horas do corrente dia .os interessados poderão inscrever -se através do email do consultório-sucata-casa de jogos torneiras de freud!

o nosso gnomo heideggariano terá todo o gosto em ajudá-lo no preenchimento do formulário de inscrição !
vamos lá inventar uma doudeira que sirva de berro ...

ontem vi uma perna daquelas que so há ainda nas retrosarias.era uma perna bem torneada habitada por um collant marca dim.acho muito interessante que estas pernas estejam sempre apenas com os deditos apoiados ,deixando o calcanhar levantado .assim como se tivessem calçado um sapato invisível de salto alto .

tenho saudades de quando era criança e os manequins das lojas tinham cabeleiras postiças e pestanas extensas com pálpebras de azul até as sobrancelhas.
era espectral passear pela cidade e ter aquelas figuras de mãos contraídas olhando -nos pelo vidro das montras.

david lynch , caríssimo , se por acaso passares por aqui , pá , podes usar a minha ideia à vontade ....ok?
estou tão farta!

alguém quer berrar comigo?
olhos olhos olhos

como é que se esquece aqueles olhos em que se vê, algumas vezes, um cão preto, no fundo, a ladrar na esquina? como é que se esquece aquele cão preto, no fundo, a ladrar na esquina? como é que... ?
Não sei se sei ou sei se não sei

Há coros de perguntas que quero perder.
há novelos de perguntas que não quero ganhar.

há dias, ale me perguntava, como é que se via a loucura?
na altura, não tinha palavras pra responder.
agora, se me voltassem a peguntar, diria que loucura não se vê.
pressentimo-la, apenas, algumas vezes.


my ideal home!

seria um hotel !
É tudo.





Não vou falar de nada.
De nada.
i m beck!

obsessão das últimas horas... baby i m a lost cause...e o clip é tao lindo também...um coração sai do peito ,pássaros da cabeça ,há papéis coloridos e um céu azul.e termina com fogo de artifcío.....

e lá vai mais um

INFP - "Questor". High capacity for caring. Emotional face to the world. High sense of honor derived from internal values. 4.4% of total population.
Take Free Myers-Briggs Personality Test

solução para uma quase hipótese de eternidade


viver sempre cansa.não era melhor fazer pausas?tipo voltar ao estado de ventre e regressar mais tarde?ideia disparatada adveniente de enjoo vespertino .
o tempo

abro o armário e percorro -o até aos seus confins.embrulhadas dentro de um saco ,esquecidas ,com cheiro a alfazema e tudo, encontro 2 horas e 8 minutos.experimento-as e ainda me servem.vou sair para a rua com as minhas duas horas e 8 minutos .
reflexo

ensaio a devolução do rosto ao seu espelho .
il pleut maintenant ....il y a une femme avec le desespoir dans ses lévres...
desta cidade estrangeira aceno-te duma janela que confundi com teus olhos ... és menos que sombra no mundo que abandonámos .
janela ou espelho ,quem poderá dizer?vejo no meu rosto o mesmo nome com que me chamavas.

sigo pela rua a lembrança de um abraço . il pleut maintenant. il y a une femme ...
e os teus lábios ferindo -me.

ou como desta janela nem o vazio se fez.
do tempo em que eu tinha cadernos

encontrei um verso ,tão bonito e perdido...é do blas de otero , mas não apontei o poema...

herida estás de Dios de parte a parte
y yo quiero escuchar solo esa herida






































chocolate quente

pelo sábado afora pode ter sérios efeitos colaterais ,se consumido em excesso .acabo de ter uma preocupante alucinação .em vez de pombas no meu beiral havia s.bernardos babando -se .
o pior foi o s.bernardo que insistia em morder nuvens ,tendo abocanhado todas as nuvens do céu .tantas comeu que agora há um s.bernardo feito nuvem.ou será uma nuvem feita s.bernardo?

somebody help me!
e mais um teste tão útil!
Gangsta Bitch!
You're Gangsta Bitch Barbie. You're tough and you
like it rough, and of course you like to pop a
cap in any wiggers ass.


If You Were A Barbie, Which Messed Up Version Would You Be?
brought to you by Quizilla
velhos amores

já que o teste deu o que deu ,lá fui eu deliciar-me ,não com o murphy ,mas com dietrich ...a própria...adoro-a.ich hab noch einen koffer in berlim...
hoje é sabado !iupi !posso desperdiçar o tempo a fazer testes !ih ih ih!iupi!


e parece que os resultados não são sempre os mesmos.mas o que é isto?

poem
You are "Marlene Dietrich's Favorite
Poem"

Depressed, Guilty, Regretful...Perhaps you have a
broken heart or are going through a rough time.


Which Peter Murphy song are you?
brought to you by Quizilla
a culpa

já foi da nébia,dos ovos das galinhas do campo e do lixo espacial,da operação triunfo ,da font-family verdana,arial e das luzes de nevoeiro . hoje a culpa é da seta do centauro .e tenho dito .a culpa é da seta do centauro.




razões obtusas ou da seta sagitariana em conjunção com marte
( ou tão só um pedido de desculpa pelo tom )


é para ti , sabes disso não sabes?

11/21/2003


atenção,


o post anterior é uma porta sem dobradiças.
(se o texto for um casa. eu só fiquei pela porta. é verdade.)
vi agora, de fora. não sei se vai aguentar. tá quase a cair.
se cair mesmo, só vai ficar de pé o título.
será?
Eco?

ontem tive um sonho muito estranho. era noite negra. o céu. o céu mais parecia um canalha, a prometer chuva, com uma navalha pronta a riscar as nuvens. estava numa casa. e. deixava pra trás um mapa aberto, numa cama. e esvaziava o quarto, enchendo as malas. entrava num carro escuro, sentindo que ainda tinha muita estrada para regressar. abro o porta-luvas e vejo que ainda tenho lá a "odisseia". troco por outro. arranco, sem olhar pra trás.
o carro ia num ritmo que não acompanhava a minha própria extensão do corpo, a fugir pra frente. o rádio estava no ponto em que stones cantam "when i travel, coast to coast /in the motel you´re the ghost". olho, pelo retrovisor de dentro e, o que consigo ver é o brilho dos meus cabelos a derramar pelos ombros. puxo o ponto pra outra música e, desta vez é a tori amos a cantar "they say that your demons can´t go there". agarro a estrada e continuo. começa a chover muito. digo mais: eram bátegas. lembro disto. não páro. continuo até. que perco um gesto , quando em cima mesmo mesmo, vejo um homem de gabardine escuríssima no meio da estrada e não há tempo ..saio do carro. o homem no chão. agora não me lembro muito bem. há o silêncio. há um número de um telefone na gabardine. só um número. telefono,
contando o sucedido. do outro lado, só há uma pergunta:"ele ainda está vivo?" vou pra o hospital. abandono-o. no dia seguinte, volto. e ninguém sabe da existência dele. nem sabe de quem eu falo. pego o telefone, telefono pra todos os hospitais. e nada. ninguém me sabe responder "onde ele está? "


sampaio e tão fofo !

ele diz que tem esperança nos portugueses!tao quidinho !digam lá: ele e o coelhinho da páscoa...fofos não?

não nos tirem a desesperança oras!é a nossa identidade cultural que está em causa!eu queria lá agora entrar na auto-feirense e em vez dos discursos melancólicos,suspirosos e apocalípticos ter antes um discurso esperançoso e alegrinho.no way !


txi !

ainda ninguém se tinha lembrado desta: um relatório ( elaborado pela comissão para a promoção do estudo e sucesso da matemática ou blá blá blá) lembra que para ter sucesso na matemática é mesmo essencial (imprescindível atreveram-se a dizer )decorar a tabuada!uau !txi ,caramba,jura...sério?que coisa...
dão -se alvíssaras

à alma caridosa que passando aqui pelo consultório-sucata e casa de jogos tenha algum resquício de hagen dazs!estou a entrar em perído de ressaca em virtude de abstinência prolongada da dita substância.somebody help!
mon logiciel est megalomanique!


nos últimos tempos o meu pc desenvolveu uma curiosa neurose.influenciado pelas experiências mais místicas da sua mamã( moi même) ,desenvolveu a crença de ser napoleão bonaparte.

assim , em momentos críticos da sua neurose ,tem-se dedicado a decretar bloqueios continentais.
e pronto,eu qual d.joão VI obrigada a fugir pó brasil!


mas já convoquei reforços!os abba vêm aí cantando waterllooooooo ,lalalala waterllooooo!
odeio telefones

tremo com os ruídos estranhos da máquina .tenho crises fóbicas perante máquinas com vozes lá dentro pedindo-nos recados.algo como : mensagem ou maldição.e fico com crises de pânico com aqueles servicinhos de vozes robóticas ,perfeitamente melopaicas.
e a voz de quem se ama sempre estranhamente longe ..
auto-sucata


de mim.eu queria uma auto-sucata de mim.
e devia haver uma sucata de todas ideias falhadas.escritos deitados fora,filmes inacabados,estudos de quadros....sucatemos .
torneira ,que não a de feud


abri a torneira e a noite jorrou liquidamente pela casa.tenho a noite inundando a casa....
a quem apelarei?
como é que se resolve um "soluço mental"?
acordei com uma música e até agora nao sai da minha cabeça.

a culpa

já foi da nébia,dos ovos das galinhas do campo e do lixo espacial,da operação triunfo e da font-family verdana,arial.hoje a culpa é das luzes de nevoeiro .e tenho dito .a culpa é das luzes de nevoeiro.



não haverá ninguém para deletar a chuva?
melancolia

como vento fazendo-me correr para agarrar o coração .
charada

faltam 15 dias!querem saber? pois eu não digo !ih ih ih !


Preciso de mandar um abraço forte, apertado, com ternura.

11/20/2003

insondáveis mistérios


depois de maçãs com sabor a kenzo,é a vez de batatas fritas de sabor a ketchup saberem,na verdade, ao papel que embrulha os frangos de churrasco ...e o pior é que chego à tortuosa conclusão que eu gosto de papel onde frangos de churrasco vêm embrulhados ....hummm
cuts
You are "Cuts You Up"

Wise to the way the world works, you are definately
not naive...Perhaps you have been burned in the
past, but a recent person or event gives you
hope.


Which Peter Murphy song are you?
brought to you by Quizilla


descobri o teste neste blog little black spot.
The Scientist Writes a Letter


Dear Julia,
Unless chance finds us face to face again,
This is last, Julia, from me.
I spent this Sunday long afternoon
Freezing at my friends house by the sea.

(we men of science, you know, we men of science)

I've returned to my research, the Magnetic Fuse.
It's funny how attractive indifference can be.
My sense of failure, it's not so important;
Electricity means so much more to me.

(we men of science, you know, we men of science)

It's snowing again, seems like it's always snowing.
I sit down to write and suddenly it's so cold.
Outside my window there's a tree so white,
I can hardly look at it, I can hardly look at it

It's quiet here. I look through my glass
At patterns all so well defined.
Please send my winter coat soon as you can.

It seems I have no other lines.

(we men of science, you know.... )

All the best, all the best, Julia.


Tom Verlaine


gosto de músicas com carta dentro.

é verdade, até que a voz me doa

ou os vizinhos me mandem para o iraque.canto e cantarei .
e gaivota é apenas e tão só o melhor fado de todos os tempos.
a letra é sublime.não sei qual o adjectivo .é linda.a música é perfeita.a ponte de melancolia que atravessa a alma ...desgarro-me de mim a ouvir a amália cantar isto.não sei que diga ...silêncio ...é isso mesmo ..silêncio....
espere por vanessa

cena 1

vanessa usa um vestido preto ,malha jersey com poliestano ,minimal , clean(bem ralph lauren) e segura nas mãos um rorty ilegítimo .a câmara aproxima-se do rosto de vanessa.está maquiada .lancôme , for shure.
enlangusce na chaise -longue , modelo le corbusier.na boca os dentes seguram um lápis.
o telefone toca.vanessa olha o aparelho e hesita.mas estende o braço e atende.
tô?
o quê?
(cara de pânico no rosto de vanessa.)
pode repetir?
sim , sim , estou a anotar ...mas ....mas ,doutor freud , tem a certeza?
não ,eu não duvido de si ...mas a sua construção fragmentária da...sim , eu sei ..isto não é hora de pingar ...sim , doutor freud , sim , sim ...mas diga-me , doutor freud , acredita que pode haver recuperação?..compreendo...pois ...bom , vou seguir as suas indicações ...obrigada , doutor freud...

vanessa desliga o telefone e o seu rosto contrai-se , mas sem rugas , pois o o último reafirmante da lancôme é messssmo bommmm.
vanessa ,contristadamente ,chama o filho.


afonso!afonso.queira vir à mamã!
sim ?
afonso , querido ,chegaram os seus resultados ...
( momento trágico )
não ,mamã ,não me diga ...eu não quero saber!!!!!!!!!!!!afonso tem uma crise de histeria.vanessa, qual stabat mater, agarra o filho e com o olhar no além , qual eunice muñoz em mãe coragem diz :

meu filho , afonso ,querido , terá de ser forte.é verdade querido , o menino não sofre do complexo de édipo ...

( vanessa é interrompida pelo choro desesperado de afonso)

meu filho , não fique assim , meu filho , o doutor freud diz que ainda há esperança ....


vanessa e o filho agarram-se em abraço emocionante e portugal chora a tragédia do pequeno infante ....

fim da primeira cena ...
tic tac

tardas,eu fico .espero , não chegas.
saio ,vens atrás.fujo , encontras-me.nego , dizes a verdade.tranco-me,bates à porta.dou -te uma resposta , fazes uma pergunta.atendo o telefone,desligas o rádio.
calas-te,canto .cais , eu danço.sorris ,eu não vejo .choro , não ouves.rasgas papéis ,colo os cacos.
entras no banho ,saio da cama.
comes o pão , ligo o carro.
tenho o dia.tens o dia.
tardas ,eu fico .
espero -te, não chegas.
eu não quero

ser a super-mulher nem um cachecol burberrys
e muito menos o relvado de um estádio de futebol.

e eu também não quer ser comando de televisão nem uma tosta integral.só para que não haja dúvidas.ok?está entendido?humpfff!devo repetir?





charada

faltam 16 dias!querem saber? pois eu não digo !ih ih ih !







como surtam os coelhos?

sei escrever maktub sei escrever alquimista.sei escrever maktub.eu sei escrever alquimista.sei escrever.sei escrever.sei escrever .sei escrever maktub.sei escrever.sei escrever.sei escrever.sei escrever alquimista.sei escrever.sei escrever.maktub.maktub.maktub.
como surtam as galinhas?

sei lá , sei lá ,sei lá ,sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá ,sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá


prozac prozac prozac prozac prozac prozac


sei lá , sei lá ,sei lá ,sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá ,sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá , sei lá



o hálito sobre as horas

um rosto quase melancólico. ou quase desaparição .
nos últimos dias uma só música ,obsessivamente,so long marianne ...

11/19/2003

ela vem aí

vanessa é uma mulher pós -moderna:a sua vida reparte-se entra os três filhos ,o ex -marido e o amante dele que já foi dela,os comprimidos para dormir ,a culinária new age. a odisseia da tese de doutoramento sobre hermenêutica gadammeriana .
aguente-se :vamos juntar aventuras, paixão, sessões marginais de semiótica,intrigas ,cotações da bolsa de nova iorque e todo um mundo orgásmico povoado de referências ao cinema nipónico .não esquecemos as dúvidas existencias e guarda roupa do el corte inglês !
esta é a novela que o vai agarrar ....vanessa .... a mulher que você queria ser ,mas não pode , porque você passeia no colombo e tem um cachecol da burberrys e é uma pirosa ,tá a ver?e teja calada , chegue-se para lá, você cheira a gente , corrore!

vanessa está a chegar , a mulher que preencherá as suas noites solitárias .um conceito inovador de entretenimento: enredo fulminante, erotismo ousado q.b,cultura e culinária.o verdadeiro serviço público de televisão chega à blogosfera através da co-produção torneiras de freud , o concorrente mais directo de teresa guilherme produções.

sente-se no divã e espere por vanessa.
espere por vanessa , a novela que mudará a face de portugal.
"O senhor ache. O senhor pense. O senhor ponha enredo."

João Guimarães Rosa.
ale fadista

pois, já são dez e meia da noite e ale ainda não blogou. algo de estranho se passa. bem, pensando melhor. ela é teimosa. eu bem digo: já não basta a música que dás ao miúdos da escola, ainda vais, de noite, pra a casa de fado "senhor binho" ?? que teimosia! pois despacha a pasta, os livros pra o canto e lá vai ela. de xaile preto pelos ombros. vestido comprido preto, claro. e toca andar. antes de chegar a casa escurecida, vai encenando os fados, afinando a voz. bem,afinando a voz, ela faz isso quando lá chega e toca a descer binho tinto.

nebia não pode adiantar com o reportório de fados que ale canta. no entanto, suspeito que ela cante "a gaivota" de alexandre o' neill.


Se uma gaivota viesse
trazer-me o céu de Lisboa
no desenho que fizesse,
nesse céu onde o olhar
é uma asa que não voa,
esmorece e cai no mar.

Que perfeito coração
no meu peito bateria,
meu amor na tua mão,
nessa mão onde cabia
perfeito o meu coração.

Se um português marinheiro,
dos sete mares andarilho,
fosse quem sabe o primeiro
a contar-me o que inventasse,
se um olhar de novo brilho
no meu olhar se enlaçasse.

Que perfeito coração
no meu peito bateria,
meu amor na tua mão,
nessa mão onde cabia
perfeito o meu coração.

Se ao dizer adeus à vida
as aves todas do céu,
me dessem na despedida
o teu olhar derradeiro,
esse olhar que era só teu,
amor que foste o primeiro.

Que perfeito coração
no meu peito morreria,
meu amor na tua mão,
nessa mão onde perfeito
bateu o meu coração

A culpa

já foi da nébia, dos ovos das galinhas do campo, do lixo espacial, da operação triunfo. hoje a culpa é da fonte. desta font-family:Verdana, Arial. tenho dito.
A mão feliz

Há palavras que têm no poema uma função teatral
como as palavras com que se sai de cena.
É então que a mão pousa a caneta
pensando ser capaz de pegar na chávena
ou regar as plantas
nua.
A mão feliz está rodeada por palavras até à ponta dos dedos.
Sentamo-nos à mesa com elas
o nosso modo de amar depende delas
e os nossos beijos são a língua delirante do poema.
Depois da cena inútil da caneta pousada sobre a mesa
em que a mão sente que sofre um sofrimento
que não é de ninguém
um milagre acende o gesto que se perde na distância
de um "lá" que ninguém olha,
maravilhosa palavra com que saio do poema.

Rosa Alice Branco



The Pillow Book de Peter Greenway
Freud dizia

Freud dizia uma coisa engraçada sobre o inferno e o diabo. Dizia que tudo aquilo existia, só que ele chamava-lhe inconsciente.



será?

será que virás aqui?
manhãs

como esta manhã ,passos demorados ,gestos quotidianos ,o sol a demorar -se pelo cheiro do café. abrir o vazio a pontapé e cair.as horas como no príncipio do mundo .um barco de melancolia cuspido ao acordar.tocar com os dedos nas palavras,como se elas batessem no peito.como se elas pudessem ser tu , ou tão só a tua sombra despoluída.e não podem ser.resta -te um dia .resta-te procurar o consolo.esperar o sinal ,a chamada.a tua voz ou a tua boca
por que não estás na minha manhã é a notícia que não se ouve no rádio e nem encontro riscada pelo céu.
eu não quero

ser a super-mulher nem um cachecol burberrys
e muito menos o relvado de um estádio de futebol.só para que não haja dúvidas.ok?está entendido?humpfff!devo repetir?
estás mais longe que o silêncio

estás mais longe que o silêncio e
encerraram-me nos olhos
a distância dos pássaros que não morrem.

chegará o dia em que finde a terra
e do céu como um ventre
caiam as horas?




ideias para testes:

que cidade eu sou?
se eu fosse uma faca ,eu seria...
que paisagem sou eu?
se eu fosse uma encadernação de livro , que encadernação seria ?
se um dia eu fosse parte de uma empresa sonae,que empresa seria ?
que tipo de pão de forma sou eu?( com ou sem côdea,cereais ??)
que político nacional sou eu?
serei mais um caldo maggie ,caldo knorr,ou caldo sem sal?


(to be continued)



a culpa

já foi da nébia,dos ovos das galinhas do campo e do lixo espacial.hoje a culpa é da operação triunfo.e tenho dito .a culpa é da operação triunfo.
charada

faltam 17 dias!querem saber? pois eu não digo !ih ih ih !


banda sonora

lost cause,beck.mr.beck.
baby i m loooooost cause ....its too many people.........lalalalala , baby i m looooost cause......baby i m a looooooost cause..........i m tired to fight ...fighting for a lost cause....

11/18/2003

alice queria morrer dentro de um filme mudo.
joana tomava três cafés para acordar ,um lexotan para dormir.um relaxante a meio da manhãe um estimulante natural depois do almoço.
teresa sentava-se no comboio e tinha vontade de chorar por não saber os nomes das pessoas que via.
manuela comprava cadernos onde jamais escrevia.
catarina recebeu um telefonema e saiu.morrerá esta noite .
ângela caminha sozinha e dói-lhe ver tantos bancos vazios ,espalhados pela cidade , como corpos sem cemitério .
rosália segurava o filho doente nos braços .
uma mendiga sem nome atravessava a cidade e costumava cuspir aos cães.
cristina partiu em viagem.
júlia veste a gabardine e sai através da chuva .
paula tem frio ,muito frio, mas espera pelo rosto que a salve.
rita escreve o nome amado nos braços ,na cara ,no ventre.e desaparece na banheira.
susana acabou de acordar.
mafalda descalça-se devagar e procura um cheiro ausente na cama.
patrí­cia corre ,corre muito e se correr mais pode chegar a tempo de dizer que não ,não é hora de partir.
helena lava a louça ,passa a roupa ,estende a roupa,adormece os filhos ,daqui a nada levantará os filhos ,vestirá os filhos ,entregará os filhos na escola,mas à  noite ,sozinha, procura por si ,e não há voz que chame o seu nome .então liga a televisão e espera até adormecer.

amanhã , helena verá teresa no comboio .vê sempre aquela mulher que tem os olhos permanentemente em estado de choro.helena chama-lhe a mulher dos olhos tristes.
há-de falar nela a alice,sua irmã , que diz coisas disparatadas como querer morrer num filme mudo.
ao chegar ao emprego ,joana está sentada na secretária atendendo telefonemas ,verificando o fax,acenando afirmativamente ao director ,e fazendo pedidos ao sector de contabilidade.vai já no terceiro café.daqui a nada vem o calmante ,pensa helena.

na escola ,os filhos de helena dizendo:
bom dia professora manuela ...
a meio da aula ,a professora manuela é chamada.é a filha , a catarina,comenta-se.aquilo já estava mal há muito tempo.só podia acontecer uma tragédia assim.
manuela corre para o hospital.é tarde.é muito tarde já.uma médica dá-lhe a notícia.ela está aturdida quando pedem pelo intercomunicador a comparência da doutora susana mendes.a médica ausenta-se.
manuela precisa de alguém.faz muito que sua vida está deserta.
ângela ,é manuela.ângela , podes vir aqui?

é preciso pedir autorização para sair do trabalho .nos ultimos meses ângela tem faltado muito.dirige-se ao gabinete de pessoal.
é mafalda quem a recebe.ângela recebe licença para sair.

os acontecimentos fazem mafalda lembrar-se da mãe,sofrendo muito com a morte do irmão mais novo.hoje é dia de jantar com paula.o telefone toca.
paula não vem.
mafalda sai sozinha para jantar .há uma mulher a passer sozinha à chuva.há uma outra mulher cheia de frio na esquina da rua onde estaciona o carro.
entra no restaurante.folheia o jornal ao descaso.lê o estranho caso do suicído da mulher que havia escrito o nome de um homem por todo o corpo.


entretanto chegam uma mulher e um homem abraçados ao restaurante.patrícia conseguiu dizer que ainda não era hora de partir.

depois do funeral,manuela abre a porta da casa da filha .há uma carta de cristina,que lhe escreve da argentina ,sem nada saber.

e nessa noite ,helena lava a louça ,passa a roupa ,estende a roupa,adormece os filhos ,daqui a nada levantará os filhos ,vestirá os filhos ,entregará os filhos na escola,mas à noite ,sozinha procurará por si ,mas não haverá voz que chame o seu nome .então ligará a televisão e esperará até adormecer.

na cidade passa a mendiga ,cuspindo aos cães.



para o que der e vier ,no inconsciente e consciente ,nos complexos e neuroses ,freud ,amigo ,estamos contigo

boa noiteeeeeeeeeeeeeeee!

atenção, senhor blogo-espectador ,se estiver a atravessar o nosso blogo _espaço neste momento é provável que apanhe com uma forte chuvada chuvada de cardinais # # ### fujammmmmmmmmmmmmmmmmm ##### ## eu avisei ### ##### vá lá !!!!!abriguem-se### ##! # # ######## ### ### ### ## # # # #
boooooooooooooooom dia !

e fui ...deixo estrelinhas de graça.é que ontem alguém deixou a torneira do céu aberta e apanhei estrelinhas de graça.*******************************************

apanhem ...estou a oferecer !



p.s.e schhh eu sei eu sei ..cada dia pior..hélas...
madame

alguém acaba de ver madame na zona industrial do porto .ao que parece ter-se-á escapulido de sua vivenda art déco situada na foz para ir ao manel das bifanas.
será que alguma alma terá fotografado o estranho caso?será que é desta que o nosso poeta -rocher , o nosso amável jojo se libertará do jugo opressivo de madame?

nao perca os próximos capítulos , agora com o patrocínio da ntv!!!!!!!!!
a culpa

já foi da nébia , dos ovos das galinhas do campo e hoje a culpa é do lixo espacial.e tenho dito .a culpa é do lixo espacial!
A entrevista com Repórter Lírico

finda assim, off the record:

A – Acabou? Já podemos abrir a garrafa?
RL – Oh sim...
N – Ah bom...


no entanto, off the record, nebia (ale necessitou de sair, trocada com o vinho, lá foi...) fala com o reporter lírico e ....

e corto aqui o plano. suspense.......
em breve,

charada

faltam 18 dias!querem saber? pois eu não digo !ih ih ih !

11/17/2003

secretária electrónica


de momento ,ale e nebia não estão disponíveis para consulta ,mas é favor deixar recado após o sinal ,que um dia de menores divagações ,assim o queira freud , responderemos .obrigada !e não se esqueça ,mantenha o inconsciente arejado !

piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii ( este é o tal do sinal.pedimos o favor de fazer o piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii mesmo .e se estiver acompanhado ,faça também.ale e nébia acreditam nas virtualidades benéficas do piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii)
Zuider Zee

todas as manhãs são assim suspensas. a cidade, lá fora, sem pulsão, parecendo um tubo de escape que se aperta. e os homens deslocam-se cinzentos, desempregados da vida. já não sei muito bem, ou mais, não sei se me lembro do que ia dizer. já foi há muito tempo. num inverno. há uma música na rádio que me distrai­.
das memórias que fazemos? começo a desfazer as perguntas. e lembro. havia um café ao pé de um rio e um jornal que líamos. depois voltamos a perder. lembro-me de ti. do teu sorriso breve, de agora. do teu medo a estalar na página, sempre. não sabes às vezes que interrompi as cartas na primeira frase. depois havia sempre aquele desenho a pollock no vazio que não escrevia. riscos que bem pareciam riscos de um patinador numa pista de gelo. já foi há muito tempo. num inverno.
ao fim da noite, voltava-me pra a chuvinha da tv sem som. e lembro com melancolia. nem plantámos nossos campos de tulipas. esperámos por um país, ou por um fuga, como esperavamos por um autocarro, a tilintar. o frio a gelar até aos ossos. e as folhas no chão a dizer-nos que outro inverno estava para chegar. eu dizia, pra mim, havemos de nos rir de tudo isto, um dia.
tantas amanhãs acordei. mas não se acorda pra aquilo que se sonha. eu digo:não acordei. todas as manhãs são assim suspensas.
quantas vezes a perdemos mais do que a encontramos? a nossa holanda?
verbo ser

és a navalha perseguindo o louco
e o perigo de haver pulsos .
és a rua aberta e o ventre por inventar .
as pálpebras que ninguém abriu .

és o grito da mãe
e o poço donde a morte bebe.
és.
frase sem contexto

o povo diz que não há um teimoso sem dois, e eu acho esta frase notável.
breve e sem título

há de facto alguma dose de melancolia que espicaça a lucidez, disse-me alguém, uma vez. mas, merda, eu sou lúcida! não preciso do primeiro nem do último degrau da melancolia. quero antes a melancolia como porta de saída da loucura. uma estreita porta que se abre quando menos se conta. e ponto final.
ale brider ou bride?

recebemos um e-mail muito curioso. alguém (pediu que não fosse identificado) está muito curioso em relação à identidade de ale. pergunta-nos, se a nossa compaheira faz parte de um grupo musical chamado ale brider. em breve, a sua dúvida ficará dissipada. e ficará a conhecer a identidade musical de ale.
aqui e agora

STOP.não se preocupem porque eu não vou chutar pra frente esta pedra de toque de tantas psicoterapias nascidas nos anos 60 e 70. aqui e agora é um bonito slogan de vida. mas será bom ver o o espaço reduzido ao aqui e ao tempo ao agora? bem já me estou a fugir das últimas palavras e vou me sentar na intemporalidade de um espaço inexistente. (ou melhor, talvez seja melhor vermos a vida como uma encenação teatral...) é o que dá ficar parado nos semáforos. avançando.

é verdade, eu estou aqui e agora. tenho um programa de bate-papo , chamado yahoo messenger, conectado, que me diz, neste momento, que estou online. estou "amarela". agora terei uma conversa imaginária com os cinzentos.
ale no país das maravilhas


mas o relógio do coelho ia ser o relógio do dali , enlanguescendo ...odeio pressas ...odeio horas ...odeio horas marcadas e relógios a fazerem terrorismo matinal ...
miopia?

dei por mim a por unha na tela do computador , querendo apagar um ponto final !so help me god!
quando terá sido?


não era noite, mas deste-me no beijo um corpo de lua .
vencida ficou a quietude .os ombros carregam leveza e uma poeira de voar sibila nas tuas mãos .
charada

faltam 19 dias!querem saber? pois eu não digo !ih ih ih !




gomes ferreira

vi um poema dele agora a acontecer no céu .da minha janela , sobre os telhados das casas, fogo de artíficio vermelho , ou estrelinhas chovendo e a lua ,alvíssima , ali ao lado .
amanhã escrevo o poema do josé gomes ferreira que acabo de ver no céu !que lindo !


(foste tu ,não foste? )

11/16/2003

preciso de mandar dois abraços


um é para ti ,é forte ,quente e demorado .

o outro é para ti ,de raiz ,sem horas,com ternura.
com dedicatória,

procuro
o céu que me desamarre
um fruto para desabotoar a tua chegada e
uma terra para nascermos .
eu tentei !

A sua pesquisa - nebia volta ao nosso lar - não encontrou nenhum documento.

Sugestões:
- Confirme que todas as palavras estão bem escritas.
- Experimente palavras-chave diferentes
- Tente palavras-chave mais gerais.
- Tente com menos palavras-chave.


©2003 Google
a culpa é

já houve quem dissesse que era da nébia .
hoje eu digo que a culpa é dos ovos das galinhas do campo !

e tenho dito .
a palavra que não existe

retiro-a dos teus lábios para nela dançarmos esta noite
post inintelígivel

não encontrei as palavras que te queria dizer .lembras da nossa dança? seria algo assim que deixo aqui ....

*{}* {}* {} *{} * {} * {} *
* {}* {} *{} *{} * {}*

»
«
» «
« »
« » « » « »

« »
extra !

o sumiço de nébia ter -se -á ficado a dever à inauguração do estádio de dragão .é que,segundo as mais recentes notícias que chegam a nossa redacção ,nébia terá sido contratada , não ,não por mourinho , mas por luís de matos !
tuna ?

mais uma vez ,por horas nocturnas me interrogo sobre o que poderá constituir o meu almoço -manjar dominical.afinal são nove e dez ,hora adequada para se começar a pensar no atum.perdão , no assunto .
depois da overdose de atum , o assunto reveste-se de especial importância.
as lasagnas fizeram o seu the end na sexta -feira e como tenho por princípio ortodoxo não frequentar supermercados aos sábados ,não me provi dessas amigas solidárias.há fruta q.b,mas aptecia-me algo de mais substancial.tenho foie -gras , mas acabarm-se as tostas.o tortellini também já foi cantar a outra freguesia ....

e decido -me por um esparguete a pollock,receita especialmente concedida por nébia da silva .ah não sabem?ela anda desaparecida?sim , é verdade ,em breve conto a sua vedadeira história !
não saia do seu lugar !
publicidade

o post que se segue foi patrocinado pelo alto comissariado para a protecção dos alevictims :
antropofagia

depois deste juro que noa faço mais testes!pelo menos nos próximos três minutos !!!!agora eu sei,preciso mesmo de ajuda clínica !


eating people
YOU EAT PEOPLE!!!


what's YOUR deepest secret?
brought to you by Quizilla
truz ,truz

quem é?
sim , sim , pode entrar .
tire o casaco ,relaxe and enjoy the ride!
psicanálise telemarketing

está?
sim , estou!
desculpe?
está desculpada!
como ?
mas consegue falar com a boca cheia?
vou desligar !com lice...
eu se fosse a si não desligava...
ameaças por telefone?ao domingo ?!não tem sentimentos cristãos???
não ,sentimentos cristãos tendem , geralmente ,a originar neuroses repressivas e autopunitivas!
desculpe???!!!!
já disse que está desculpada...
mas ...quem é o senhor?
eu não sei quem sou ,e a senhora sabe quem é?
olhe , não tenho paciências para charadas.
ai ,não? eu diria exactamente o contrário!mas é costume mentir -se no divã.sei disso por experiência profissional .
o quê????vai explicar -me quem é ???
não , não vou .já expliquei tudo nos meus livros.
livros ?que livros?
uns livros muito cómicos , de ficção científica , uns tais do ego e tal ...e do inconsciente , está a ver?
o quê? não me diga que pensa que é freud!!
mas ,eu sou freud!
sim ,tá e eu sou o rimbaud!
não seja ambiciosa,escolher logo ser o rimbaud.escolha algo mais prosaico , tipo ser cleóptra ,isso é mais normal .agora ,rimbaud , que psique interessante tem.diga-me ,já fez psicanálise?
não ,e se fizer é psicanálise lacaniana.da concorrência ,portanto .
ooo , mas que pena ,ia justamente oferecer-lhe um pacote de quinze consultas grátis ...sabe? os tempos estão de crise ,o telemarketing já chegou ao mundo da psicanálise.com tanto prozac a circular ,ninguém quer vir pró divã.além da concorrência injusta da abelha maya ,claro ...
pois é ,senhor freud,a vida é mesmo injusta...
olhe ,de qualquer modo obrigadinho lá pelo blogue ,sempre é publicidade grátis...até qualquer dia!
até ,senhor freud!
boa tarde!
piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
corte e costura

hiper-realismo.o pintor queria a árvore como a árvore.a casa como a casa .o mar como o mar .
então ,olhando pela janela ,viu a árvore que queria no seu quadro .pegou na tesoura e recortou -a cuidadosamente .no vidro da janela ficou a forma recortada e ausente da árvore.e o pintor ficou feliz.e começou a sair de casa para recortar o mundo e colá-lo nos seus quadros.
fez uma obra extensa e naquele país estranho não o acusaram de plágio .uns críticos mais mal -humorados ainda tentaram falar da ilegitimidade de recortar o mundo para colar nas telas do pintor .telas que depois seriam encerradas em museus e colecções privadas.mas ninguém deu ouvidos àqueles críticos insanos.
e o pintor seguia caminho ,recortando o mundo até o despejar por completo nas suas telas.
mas um dia ,vendo -as , o pintor ficou triste de novo .havia casas e flores e mares ,havia pássaros e cães ,havia livros ,carros ,mas não havia rostos nem sentimentos nos seus quadros .era preciso haver rostos ,pensou .rostos com sentimentos.
e saiu para a rua de tesoura em punho .


( o que fiz eu ? ai !santo freud j `ai besoin de toi !!!!)help !!!)
da janela

as janelas vazias têm uma especial desolação .cortinas fechadas donde não irrompem rostos .há apena uma mulher ocasional que recolhe a roupa que estendeu na véspera.daqui a pouco vai passá-la a ferro ,enquanto o marido vê na televisão mais um qualquer filme de aventuras.mas a mulher está feliz ,porque ontem foi ao cabeleireiro e o cabelo aguentou -se até hoje.ela gosta do ar artificial com que vem do cabeleireiro .e o marido levou -a a almoçar fora hoje e não houve almoço de domingo para preparar.então a mulher está feliz .a mãe dela só tinha ido três vezes na vida ao cabeleireiro .no dia do seu casamento .no casamento da filha e no dia do baptizado do primeiro neto .
e a mulher está feliz . o marido prometeu uma viagem .vamos por aí abaixo , preparas qulaquer coisa para comermos no caminho e vai-se por aí , disse ele,no seu jeito de descaso.
a mulher lembra-se dele aos vinte anos quando se tinham conhecido .ela nunca tinha visto uns olhos tão brilhantes .hoje os olhos dele são moles e arrastados,olhando o mundo sem tristeza.e sem alegria.só na televisão ele demora o seu olhar.mas para a mulher essa mudança é imperceptível .o que lhe importa é a memória dos olhos do marido aos vinte anos de idade,e é com esses olhos que ela se deita .
e ela está feliz.amanhã ,no emprego , a mulher poderá comentar de igual para igual o seu fim-de-semana com as colegas e talvez até o cabelo ainda mantenha o ar artificial de cabeleireiro que ela tanto gosta .
la sangre

gosto de exageros .de gestos largos.de frases inesquecíveis,mesmo que sejam a mais completa mentira,sobretudo se forem a mais completa mentira.gosto de escândalos ,de copos a cairem no chão .gosto de mãos no peito.abraços desesperados.gosto de acreditar no fim do mundo .gosto da urgência dos beijos.gosto de chuva forte e de calor .o vermelho é a minha cor preferida.gosto de barulho.viva o tango .o fado mais triste.do rosto das mulheres cantando desgraças.gosto de vinho tinto.gosto de uísque ,puro , sem gelo .gosto dos peitos abertos à tragédia. gosto daquela mulher que esperou um homem mais de vinte e cinco anos.de saltar do muro .de atravessar a rua de olhos fechados.de precipícios . gosto de cidades cheias de gente e de dor .de labirintos .gosto de teatros.de máscaras .gosto de personagens.gosto dos teus olhos porque rompem o céu .gosto das tuas mãos porque insistem no voo.gosto de canções cheias de tristeza.de llorar hasta romperse.gosto do homem que quis apenas uma mulher.gosto do homem que amava as mulheres para inventar poemas.de almas expostas à cicatriz do mundo .de ícaro e prometeu .e de pandora.gosto de partir sem dizer adeus.de chegar de mãos vazias.gosto dos meus amores.do desespero .da alegria animal.da voz dos amigos.de causas perdidas.de sonhos impossíveis.gosto sobretudo de tudo que é impossível.de bater o pé.de dizer que sou tudo o que não sou .gosto do mar no inverno .da música muito alta.de encontrar o poema perfeito e de não parar de o dizer por dias e dias e dias.

e gosto destes domingos em que não sou nada do que gosto e fico ,em silêncio , sossegadamente à espera que o céu desça sobre os meus olhos.
perigo !

o teste diz que eu quero atravessar a janela.fiquei com medo .é que ,ó pá ,eu a modos que moro no quarto andar ,não sei se tás a ver pá !
vícios

vi mais um teste na charlotte e como sou obcecada tive de ir fazê-lo .apesar de ter ficado deprimida com o último ( que não confirmava as minhas aspirações esquizóides) , este parece-me bem verídico .ah aha ah !eu estava a pensar em mim como vénus ,algo assim bem botticeliano , mas hélas:

Morpheus
Morpheus


?? Which Of The Greek Gods Are You ??
brought to you by Quizilla
charada

faltam 20 dias!querem saber? pois eu não digo !ih ih ih !

11/15/2003

saturday night fever ( versão alternativa, em vez dos famosos guinchantes bee gees ,teremos rui veloso ,em sei de uma camponesa)


acordo depois de uma overdose de atum.sonhei que era peixe,um querido e jovial atum, e vivia numa piscina olímpica.eu era o atum de estimação de ian thorpe e vivia alegre e despreocupado, lá para as bandas da austrália.
a minha vida corria bem ,até ao dia em que uns publiciários malvados quiseram usar a minha imagem e a do famoso nadador.venderíamos a imagem do atum saudável ,e as crianças pediriam às mães aquela marca de atum , para serem campeões olímpicos ,como ian thorpe.
então lá sou eu tranpostado num mini -aquário ,ínfimo apertado.ora , como todo o psicanalista sabe, o terror de qualquer atum é sentir-se enlatado .
chegamos à agência de publicidade e aquela gente mefistofélica atirou -me lá para um canto ,enquanto maquiavam o ídolo do mundo aquático .fiquei ali horas ,mas suportei a canseira como memória dos doces anos em que cresci e ajudei a fazer o mito ian thorpe.
até que finalmente chega o master ,a cabeça ,o engenheiro da campanha , olha para mim e diz:
corrore,mas este atum não tem uma imagem nada saudável .isto não vende .márcia,queridíssima, que toleira é esta?
márcia ,a queridíssima,era uma moça muito colorida ,com muitos papéis na mão e que parecia cuidar em exclusivo dos achaques do director.
senhor director , esse é o famoso atum de ian thorpe...respondeu a queridissíma márcia.
não me interessa quem seja ...podia ser a lassie .não quero este atum ,este atum não vende.márcia ,onde pôs o meu cd preferido ?
o daquele cantor português , rui veloso , senhor director ?
sim , esse mesmo ,ele é que não quer vir aqui fazer uma tournéé,ele na austrália era um sucesso .ponha aquela música da camponesa.fico tão inspirado quando a ouço ...márcia , queridíssima , não está na hora de trocarmos de meias?acho que agora vou querer meias de cor verde ,sim? cansei destas azuis .ouviu ? e despache-me esse atum para o matadouro dos atuns.



e a última imagem do meu pesadelo era euzinha , na versão atum ,a ser alvo da cara em fúria de um japonês.
e acordo gritando : não, eu não sou um atum !eu não sou um atum !eu não sou um atum !
procura-se


em mais uma colaboração torneiras de freud-ale-pj publicamos o seguinte anúncio que recebemos por email:

desapareceu de casa de seus pais ,uma jovem musa .cabelos negros.olhos inquisitivos e nostálgicos.os pais apontam a inauguração do estádio do dragão como causa provável do estranho desaparecimento .os nervos da sensível afilhada de apolo terão ficado deprimidos com a proximidade geográfica de tão pouca matéria poética e ,assim ,a jovem musa ter -se á abalado para as bandas do parnaso .
alguns populares insinuam também a estranha presença ,nas redondezas, de um estranho sujeito ,de seu nome johny ,ao qual a jovem musa parecia dedicar especial afeição .
levava consigo um discman com cds de tom waits e vários livros na mochila ,thomas bernard ,al berto ,ana teresa pereira ,herberto helder .
tinha vestido umas calças de ganga e uma gabardine antiga ,comprada numa loja retro .

qualquer informação pertinente sobre o paradeiro da jovem musa pode ser remetido para o email das torneiras.

obrigado !
marianne

abrigou-se debaixo da árvore mais antiga da ilha ,jurando que seria do homem que lhe levasse o medo da sua sombra.

fazia dias que ali havia chegado , fugida da felicidade .todos os dias esperando uma carta que não vinha.
havia apenas uma pequena igreja na ilha ,os sinos tocavam ao amanhecer e marianne descia a encosta de bicicleta ,rumando ao posto de correios .mas voltava sempre vazia.
esta manhã lembrara-se do amuleto tailandês ,esquecido na pressa da fuga , em casa do homem que mais amara.
às vezes,fantasiava um regresso .talvez ainda houvesse alguém esperando o seu regresso ,caminhando pela cidade .talvez o seu cheiro tivesse ficado no casaco ,desde o último abraço .
mas marianne sabia que não há regressos à felicidade.muito menos quando ela foi abandonada.
não te perdi a ti , perdi o mundo *

todos os bancos ficaram vazios na marginal .
parecia ínfimo o espaço da saudade quando os passos calcavam a alegria.
trocámos o mundo num breve instante ,enquanto o verão desparecia nos rostos que partiam.
outono e
demoro -me nas cartas que te escrevo ,esperando o vento que me fará voo.


*poema lindo de ingeborg bachman que eu não deveria ter a ousadia de usar como título do meu desabafo
dias

em que o mundo dói do lado de dentro das pálpebras.um velho arrastava-se encostado ao muro ,evitando cair.e uma criança de olhar triste ofereceu -me uma linda conchinha.partida.
todos nós esperando um anjo de leveza.
1,2,3,4,5,6

às vezes contar degraus evita um desabamento
e os vasos morrendo

nunca foi a casa vazia que eu temi .antes o cheiro desaparecendo .o livro sempre marcado na mesma página.um prato apenas na mesa.e o teu rosto ,tão poucas vezes fotografado ,por detrás do vidro das molduras.parado .longínquo .uma traição à tua beleza.
disseram-me que no telefone há a tua voz pedindo a mensagem .
não consegui ainda ouvir a tua voz.
a última vez que te ouvi ,foi assim ,ao telefone.e estavas preocupada com meu esquecimento das chaves de casa.não as perdi,até agora,pudesse eu dizer -te,mas querias saber do meu regresso .
e partiste.
canal brasil, ou como não ter um blogue na altura certa foi uma pena

já há muitos e muitos meses atrás,o canal brasil foi sem mais nem menos retirado da grelha de programação da tv cabo e substituído pela reles tve.
na altura espumei de raiva.o trazer o assunto aqui faz-me espumar de novo .e depois da raiva uma grande tristeza.
parece que as profecias e desejos de joão da ega se concretizam.
vivemos de costas voltadas,nós e o brasil .aqui chegam em massa os pagodes,sertanejos e os padres marcelos ,acho que é a mais justa vingança para quem exportou para lá essa coisa chamada roberto leal .( mas musicalmente até que temos acesso ao que de melhor a outra banda vai fazendo ) .
literatura brasileira quase não chega cá.de de há uns anos para cá algum material tem chegado , há material a ser publicado ,mas ainda pouco substancial .a quasi tem editado .a relógio da água tem a mais que soberba clarice ,o mais que soberbo raduan nassar .há outras coisas ,outras editoras.mas fico -me por aqui.há a revista de estudos brasileiros ,da faculdade de letras da universidade do porto .três números ,pelo menos.ficou por aí? não sei .há a inimigo rumor,a preciosíssima inimigo rumor.
mas perco -me: o post era sobre o canal brasil.
eu nada sei de cinema.
mas vi filmes magníficos no canal brasil .alguns eu lembro de cor : gémeas ( baseado na obra também soberba de nélson rodrigues) de andrucha waddington( será que escrevi bem o nome? ) ;dois córregos ,de carlos reichenbach( lord, acho que escrevi o nome todo mal ...) ;orfeu,de cacá diegues ( da peça do viní­cius) ;primeiro dia , walter salles e daniela thomas( eu sei ,nebia ,a gravação, para nossa infelicidade suprema ,e graças ao meu talento natural em lidar com máquinas ,não tem o final ...e assim ficaste privada dele...) ;houve muitos mais .
nunca irei perceber como um canal é assim substituído pela reles tve.ou melhor,claro : é fácil de ver que as lusí­adas gentes preferirão as macacadas espanholas ao cinema brasileiro .é triste.pelo menos um canal de cinema espanhol ,de cultura espanhola...ai ...eu sei ..eu páro de delirar ...
só queria escrever mesmo o meu protesto .não saiu como eu queria ,mas fica aqui meu protesto .


p.s.contactei a tv cabo ,aquando da substituição de canais.logo me garantiram a reposição do canal.adoro a seriedade .
esplanada

joão caminhava apressadamente ,nem notando a estranha cor do mar aquele dia.ele precisava andar depressa , muito ,muito depressa .talvez assim,e com a nortada ,ele se descolasse dele.
estava uma mulher ,quase no fim da marginal ,sorrindo sozinha ,olhos fechados.
talvez esteja a sentir a maresia ,pensou.joão desacelera ,até parar .observa a mulher de longe e imita-a.aos poucos inebria-o a maresia,o seu corpo torna-se estranhamente vago ,uma espécie de sono feliz fá-lo cair num quase sonho .
era há muitos anos atrás e era ainda frequente ele parar no meio da rua ,só esperando um pássaro ser céu novamente.
havia uma mulher também,magra,muito magra.ele lembrava o seu rosto de festa , mas já não sabia o seu nome.tinha sido um tempo de livros emprestados ,de ternuras ao fim da noite ,breves como a alegria,músicas que ninguém mais ouviu ,com sabor do vinho que as acompanhava (como era aquela, francesa, sobre os amantes na estação de comboio ? ).havia uma promessa.e havia o seu rosto ,a preparar a estranheza de hoje.
a lembrança do seu rosto fê-lo despertar do devaneio .voltou à caminhada.já não com a mesma pressa.a mulher ainda lá estava .tinha aberto os olhos ,entretanto ,mas a expressão do rosto mantinha-se.
era sábado ,hora de almoço ,as famí­lias almoçavam burguesmente e a marginal estava deserta.
ele caminha na direcção da mulher .o mar , os pássaros ,o céu quase a chover vão-se fazendo parte da sua pele .
está quase a atravessar-se pela paisagem da mulher .os seus ombros interrompem o mar dela.ele continua e quando a paisagem está prestes a retomar o seu rumo no olhar da mulher ela agarra a mão de joão ,prendendo -o ,mantendo -o nas suas retinas.joão espanta-se.
ela diz:

onde vais?
não sei .
então fica.
o que me dás para eu ficar ?
dou -te o sabor do mar num beijo .
só ?
dou -te também uma maçã.tenho -a aqui .queres?
só se a trincares primeiro .
eu trinco .e agora, ficas?
e depois do beijo ?
depois do beijo eu vou caminhando e quando a minha imagem estiver quase a sumir -se dos teus olhos chamas -me.
mas, e qual o teu nome?
terei o nome que me deres .


joão chamou ,mas a mulher não regressou .




charada!

faltam 21 dias!querem saber?pois eu não digo !ih ih ih !




11/14/2003

nox,noctis

talvez um dia eu durma as horas que realmente preciso.
talvez diga todas as palavras que os amigos pedem em silêncio.e talvez um dia ,vendo o mar, as retinas me esperem no fim das maréss.ou eu não mais receie a minha própria sombra.

nesta hora meu nome é cansaço .
i ve been a bad girl
( ou a completa inutilidade de um post)

mereço penitência,deve ser por isso que a rádio estacionou na antena 1:entrevista a ferro rodrigues.a jornalista é profusa no sotôr.informação pertinente: os socialistas gostam muito de almoços.
eu podia levantar-me e mudar a rádio.eu podia.mas auuuuuã,tenho tanta preguiça............


charada!

faltam 22 dias!querem saber?pois eu não digo !ih ih ih !

11/13/2003

Rosto

porque gosto de celebrar a memória. há pouco vendo imagens de rua de Amsterdão,lembrei-me das ruas do Porto, há alguns anos atrás. e lembrei-me dos rostos de Cristo desenhados no chão, a lápis de cor, a giz. por vezes, atrasava o passo e ficava ali a ver como aquela lágrima de Maria seria desenhada. a espera de ver qual a cor que iam dar a aura. vi-os em várias ruas. nunca mais os vi na rua a desenhar rostos, nem de Cristo nem de Maria. os rostos desses homens, não sei por onde perdidos. ou por que bares. ou por onde?
psicanálise da escrita

enquanto que por estes lados martelamos letras ,individualmente,na escrita caligráfica desenhamos palavras.
qual o efeito inconsciente destas diferenças?
o corpo apercebe-se e adapta-se às mudanças.
e a cabeça?qual será a diferença ?como será essa diferença?
além claro das opções limitadas de letras , fontes,contrastando com essa marca de forte individualidade diferencial que é a irrepetibilidade da caligrafia.

perguntas e divagações desconexas em noite de frio inconsolável .e agora vou para o frio de raskolnikov!
do svidania!


algo
( as aventuras de jojó, mordomo e poeta - rocher ao serviço de sua majestade)

a novela algo sofre o penoso efeito da concorrência e vê-se atirada para as últimas horas da programação .
ainda assim , há espaço para se comentar das musas de jojó:
o nosso poeta rocher sabe bem o que é o sopro das musas da apolo.sendo ele um poeta esclarecido,autor da famosa epopeia pós -moderna sobre varredores de rua,precisou de invocar o favor das musas em sua obra maior.
assim sendo ,depois de muito meditar,resolve que sua musa seria nada mais ,nada menos do que a tão celebrizada fairy limão .

ah? tenho de acabar o post? agora?mas e a musa de jojó?madame ainda nem entrou em cena!!!razões alheias?o quê???é por isso que a cultura deste país está como está!!!!os programas culturais e educativos são sempre emprateleirados ou remetidos para altas horas!!!eh pá ,assim não dá!vou para a ntv!
abraços

tenho fascínio por abraços.os que já dei ( e lembro- me de quase todos) , os que não me deram , aqueles de que fujo( e não ,não é dos teus),aqueles que espero.na dor e na alegria,despedidas apertando a ausência certeira...abraços ocupados pela alegria.abraços escondendo o choro .
reticências.
mãe ,não houve o nosso último .
reticências.
lídia , os teus abraços ancestrais segurando a vida ,o mundo , os sete céus que trazes .
marisa,a certeza dos anos .
susana,abraços em fuga ,mas tão plenos ,sempre breves,com pudor
chico , o abraço que não quiseste.
sónia e a facilidade tão terna com que nascem os teus abraços.
sofia , a suavidade aconchegante.
e os teus abraçoos frágeis que não me resgatavam da tempestade.
os abraços do meu avô,numa idade em que ainda me levantavam do chão .
enquanto condição profunda de humanidade ,os abraços comovem-me. só um animal que conhece o abraço inventa o sublime .


e acredito também no abraço como estética.
o corpo humano fica sublime quando visto em estado de abraço .a pior solidãoo talvez seja a desabraçada.
e nunca se sabe ,quando se vê,quem deu primeiro o abraço .institui-se a total reciprocidade.

espero o teu abraço.o nosso.


esta imagem , de um filme que gosto muito ,terra estrangeira ,de walter salles e daniela thomas,é um dos abraços mais bonitos que vi.há o desespero na entrega.há o ombro nu da mulher .e há um barco metonimicamente encalhado.
abraço de espantar o mundo .






bateau ivre

hoje levou-nos aqui e foi bom.céu . las vegas.
eu sabia!!!!!!!!algo de mal se passa comigo !

segui o link da charlotte e eis o que descubro : eu afinal não sou esquizóide!eu sabia que havia áreas psíquicas que precisava de melhorar .eu sabia. sabia.
meu mapa astral , perdão , meu mapa mental aqui está.senhor freud, please take a look:

Personality Disorder Test Results

Paranoid |||||||||||| 46%
Schizoid |||||||||| 38%
Schizotypal |||||||||||||| 54%
Antisocial |||||||||||||| 58%
Borderline |||||||||||||| 54%
Histrionic |||||||||||||||||||| 86%
Narcissistic |||||||||||||||| 66%
Avoidant |||||||||||||||||| 78%
Dependent |||||||||||||| 54%
Obsessive-Compulsive |||||||||| 34%

alexandrês


em comunicação oficial ,o secretariado da comissão instaladora do alexandrês ,reunido em deliberação nos últimos 3 minutos e meio, acaba de decidir por unanimidade
o fim da utilização , na língua alexandresa, de todos e quaisquer acentos ortográficos.

as más línguas comentam , no entanto , que na origem da decisão estará nada menos do que a crise gramático -existencial que acometeu a pncipal mentora pelo nascimento dessa bela língua embrionária que é o alexandrês.ao que parece essa crise terá sido despoletada pelo erro capital de acentuação cometido pela envergonhadíssima e mais recente autora de línguas deste nosso planeta.
tal
senhor anonymous

vim corrigir o erro 20 vezes :

cafezinho.cafezinho.cafezinho.cafezinho.cafezinho.cafezinho.
cafezinho.cafezinho.cafezinho.cafezinho.cafezinho.cafezinho.
cafezinho.cafezinho.cafezinho.cafezinho.cafezinho.cafezinho.
cafezinho.cafezinho.

uma personagem de Godard (que não é mais que a conjunção E) passou por aqui. deixou o rasto dos seus passos no post anterior. o que será que ele cá veio fazer?? precisará do nosso serviço "torneiras de freud"?

>>>>>>>>>>>>>>
>>>>>>>>>>>>>>>

e e e e e e e e e e e

<<
<<
ale podes despostar os posts anteriores. e depois podes dizer que foi só silvo do comboio ou o sinal horário que não chegou e eu não fui embora e fiquei neste nevoeiro e e e e e e e e e e
síndroma blogueiro ataca ale


por causa deste blog, ale começa a gostar mais do blog que da nebia. e isto vai me dar numa crise de ciúmes a necessitar de ajuda de psicanalista. o que direi eu ao psicanalista?? que a culpa é das torneiras de freud??

resposta ao desminto

se o post é remetido ao malevitch, então tem a sua forma de quadrado, de quadro.
(vê lá se o malcovitch te vê com esse mal. depois é que ficas mal. eheh)
se fosse ao blanchot, teria a sua forma rectangular, da forma de uma carta. desde quando que o silêncio tem forma de carta?
é verdade, marianne aguarda as cartas impossíveis. por causa do nevoeiro que é muito e porque pouco posso contemplar, preciso de sair da ilha. vê lá se me arranjas um barco pra eu voltar à terra.
ale, ale sirva a sobremesa!

nós somos perinhas dormideiras. mas torneiras não tem mais a ver com bananas ???

freguês,

gostou da visita?
aceita um cafézinho?
um chá talvez?

cumprimentos da gerência!
volte sempre!
dúvida gramático -existencial do dia:

se a nébia tiver uma pulsão irreprimível de apagar um post , ela estará a despostar?
downtown

mulheres repetidas.tantas.todas iguais.os mesmos cabelos.as mesmas roupas.a mesma pose.as mesmas desilusões.
banda sonora: i m a zara girl , in a zara world!!!
os consortes

podes confessar...
acho melhor não ...
é melhor ..vai fazer bem à nossa relação.e eu saberei ser compreensivo ...
mas , manuel...
rosalina , é a hora das confissões , meu amor ...diz -me.eu aguento :quantos foram no passado?
manuel...
diz !
seis ...
seis blogues no teu passado ?? como é possível????
vês ? eu bem que não queria contar ....
juvenilia

mana , vamos brincar a quê?
vamos brincar aos blogues!
aos blogues ?
sim , não sabes?
não ...
é assim: eu faço de conta que sou inteligente e tu que tens piada.
e depois?
depois ...depois ..depois não sei ...olha queres antes brincar com as barbies?
siiiiiiiiiiiiiim!
prato do dia

não consigo , desde manhã , interromper a audição de um fado do camané. quase que fui atropelada .
chama-se se ao menos houvesse um dia ,e é lindo ,lindo .
e sabem? é mesmo tão lindo !
desmentido

apesar de ser leitora de blanchot ,o post anterior remete verdadeiramente para malevitch.ih ih !
ale blanchotiana

ver post anterior
charada


faltam 23 dias .querem saber?pois eu não digo !ih ih ih !