<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5890420\x26blogName\x3dtorneiras+de+freud\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://torneirasdefreud.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://torneirasdefreud.blogspot.com/\x26vt\x3d6977037342804099436', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

3/31/2004

janela

gosto de deixar o vidro exposto à chuva e agora as gotas fazem no vidro minúsculos caleidoscópios com a luz laranja dos candeeiros da rua .
estou tão verlainiana ...
conjunções astrais


fim de tarde tristinho,chuvoso e pequenino com gelado de chocolate em doses não recomendadas.por que é que acabaram os mundiais de patinagem????!!!
avistamento do dia


espinho,18:37: uma espessa nuvem, toda cinzenta, interrompida por duas lentíssimas gaivotas brancas.
hélder , 11 anos( uma nova geração de poetas)


_ o que é isso , heldér?
_ são poemas...
_poemas?
_sim , setora .
_aprecio muito a tua inclinação poética,mas tem de ser durante a aula?
_ é que o david não me pagou o que me deve pelos poemas que lhe dei ontem...
_ como ?
_ o david não me pagou os poemas que eu lhe dei ...
_ podes explicar melhor?



( burburinho geral .vozes sobrepostas, mas acabo por decifrar que o hélder escreve quadras e outros poemetos para os amigos ofertarem às namoradas.poemas de sua autoria.um cyrano contemporâneo,mas sem a fealdade do francês.)

_ então ,hélder, e a como é que vendes os teus poemas?
_ a dois cêntimos , responde orgulhosamente o imberbe poeta .
humor juvenil

_ explica a importância da descoberta do fogo para a humanidade .
_ o fogo foi muito importante para a humanidade , pois os homens das cavernas podiam ler o jornal à noite.
adaptação livre de uma cena de big fish

na sequência da minha angústia com esferográficas ,acabo de decidir que no meu mundo ideal elas levitariam,pelo ar afora,qual pipocas na cena do dito filme.
a inventada


( Num carro para Campolide.Dia sexual )

Uma mulher de carne azul ,
semeadora de luas e transes,
atravessou o vidro
e veio , voadora ,
sentar-se ao meu colo
na nudez reclinada
dum desdém de espelhos.

( Mas que bom !Ninguém suspeita
que levo uma mulher nua nos joelhos.)


*


Que voz é esta
que vem da floresta
e não do meu coração?

POis os pássaros não cantam apenas
na minha imaginação?

Existem em cor e penas
na realidade desta canção
de mim tão alheia?

Ó pássaro autêntico
volta a ser ideia .



*


A este desespero azul
de te querer sempre ao pé de mim
chamam os homens amor .

Mas o amor é outra raiva
de arrancar o sol da lua.
É andar com andorinhas na algibeira ,
e dependurá-las na chuva...


( E muito mais coisas ...Beijar , por exemplo , as mulheres de vento que se vestem nas bandeiras, etc, etc...Mas tive de saltar do eléctrico e interrompeu-se a fúria da inspiração)







*

( Madrigal para a Inventada )

Vou inventar uma flor
para pôr no teu cabelo .

Uma flor com asas de lume
donde,em vez de perfume,
saiam sons de violoncelo.

( ...)


*

Os teus olhos suplicam nuvens ...

Mas eu só te dou vida
despida .

Os teus olhos suplicam nuvens ...

( ...)


*

( Outra vez a Inventada.Grito para o Ar :)


Amo-te ,amo-te,amo-te,amo-te,
Tu-não-sei-quem,
com mãos de cardos
que descem dos caminhos
para afagar as crianças
de cabelos com asas de vento
e correrem por entre árvores inquietas de frutos novos...

Amo-te ,amo-te,amo-te,amo-te,
a ti que te inventei
com seios de espinhos
para sentir bem na pele
a nudez rude da morte natural
quando me levares pelas nuvens
através daquela ponte sem margens do outro lado ...

Amo-te
com estes olhos firmes direitos às cinzas das pedras .


José Gomes Ferreira


( vai bem com pintura de chagall e gelado de chocolate .)

inquirições metafísicas

qual o nome da compulsão que me faz ter gavetas pejadas de canetas que não escrevem?
não era mais possível
nem a consternação e nem o medo
tudo na casa fora despejado :
as roupas, o leito , o relógio antigo
e as aranhas .
sobraste entre os escombros da memória.

ali estás tu
no centro da casa
ossos postos a escutar quem partiu
e cadeira alguma que te guarde o desamparo.

penosa conclusão


depois das mais afincadas tentativas e experiências químico-laboratorias na minha apoquentada cozinha ,chego à penosa conclusão que ,de facto, o café instantâneo não é recomendável.
O azul intermitente

ela anda muito confusa, nem com a linha "metafísica", ela consegue chegar ao fim da encruzilhada. se ela seguir em frente dá com o corto maltese que colecciona religiosamente autógrafos de poetas bué conhecidos e que acredita, diz ele, que woody allen é marca de tabaco. se ela virar na primeira à direita depois do cruzamento dá com o projeccionista mexicano que é um grande admirador de buñuel e tem um gato imaginário. agora se ela virar na terceira à esquerda antes do cruzamento dá com o homem enigmático de chapéu cinzento e claramente guardador de todos os mapas de cidades imaginárias. ... quando é que ela sairá do azul intermitente? a novela "a falta que faz um sinaleiro" não a posso escrever..
Será que o Cioran tinha razão na sua "A Tentação de Existir" ao dizer que a loucura começa com um certo riso?

3/30/2004

precisarei de fazer t-shirt ? ela não é a minha sósia.

hoje voltaram me a dizer que eu tinha traços de laura pausini. ai. é verdade que nasci no mesmo dia e no ano, apanhei-a no seguinte. agora traços já é demais.
Gosto tanto dos testes vocacionais, em especial, dos de preferências

O que prefere:
1. a. contar os números de veículos que passam numa rua
b. contar os números de pessoas que entram numa sala de cinema
c. contar os números de canções-tema que passam na rádio nostalgia
Frase encontrada num moleskine de um cineasta muito mal humorado

"Não sei lá muito bem o que me aguarda, mas, seja como for, irei até lá a rir-me"
Stubb, in Moby Dick
vizinhança


do outro lado da parede ouço música.um jazz suave,cool,semi imperceptível .
estranha a proximidade que me faz ouvir a música da outra casa e não saber que rosto a escuta.
cinquenta e dois

um louco sentou-se ao meu lado no bando do autocarro num desses quase banais percalços da urbanidade.
sim , era louco , gesticulava como louco,estava vestido como um louco e ,no entanto ,havia ali algo como uma quase lucidez .e foi isso que me assustou: a forma debochada como ele se ria de todos nós , ali, dentro daquele autocarro.ele apontava-nos o dedo , recostava-se no banco e ria convulsamente,sempre de dedo esticado à nossa vergonha.
aventurei-me por semiologias nunca antes experimentadas


e chego a inusitadas e mui pertinazes conclusões.o objecto de estudo é a cosmopolitan deste mês.desde que tinha avistado a sua capa , com mais atenção numa banca de jornal , não aguentei e ,hoje atrevi-me mesmo , se bem que camufladamente ,( acho que ninguém estranhou a peruca cor de rosa que a scarlett johanson me emprestou ) a adquirir a bendita revista.
registo de observações:
1. função imperativa da linguagem: faça,ouse,diga e seja.este é o lema repetido a cada instante : faça,ouse.diga e seja .
os respectivos complementos são aleatórios .não importa bem o quê,importa é ser ,fazer,ousar e dizer.ou seja ,a revista está preocupada com a performatividade das mulheres portuguesas.

2.a revista é feminina ,mas há menção a cada meio parágrafo à outra metade do planeta humanóide.o que eles querem , o que eles sonham o que eles desejam , o que eles querm dizer com, como fazer dele xpto ,and so on.mas também os anúncios publicitários de carros também têm sempre uma mulher apelativa acoplada.

3.observação em suspenso para continuação da análise do item em questão.
avistamento do dia

porto ,18:30 ,ao jardim do palácio de cristal : o tronco de uma árvore ferido por dois enormes corações brancos.
oração do poetinha


dá-nos, deus que não nomeio ,
o verso subtil e raro
a metáfora ousada
não nos deixeis cair na tentação da rima
e livrai-nos de ser publicitários!


Será que no Queen Mary II há a linha telefónica "metafísica"?...
devia ser giro, num mar de ondulações baixas e altas, às tantas da noite pedir ajuda metafísica por telefone. já tou a ouvir asssim uma voz muito kantiana, a dizer:
metafísica em círculos, teclar número 7
metafísica em espirais, teclar número 3
A bola de cristal da Ale

a Ale começou a fazer contas à vida e achou melhor não gastar o seu rico dinheiro em consultas astrólogas e fazer a si mesmo às suas próprias. calculo que o seu consultório particular estará cheio e as suas trezentas e cinco personagens certamente não lhe vão dar paz. terapia de grupo, claro, à frente, da sua nova bola de cristal. vejam só:



quanto às malas, não posso adiantar muito, ...


"Não sei lá muito bem o que me aguarda, mas, seja como for, irei até lá a rir-me"
Stubb, in Moby Dick
Para pensar (muito)

ganhar dois metros de terreno na geografia da "diferença e repetição" de deleuze ou ganhar meio terço do pôr de sol num comboio em andamento ?
Os títulos das biografias

o mais triste: "Um dia e outro dia" de Irene Lisboa
Procura-se

como coleccionadora assumidamente de veia wbenjaminiana que sou, só tenho trabalhos e paciências por viver assim na esperança de encontrar o número tal do tal postal de carimbo poético, o ano boi do tal selo de papel fino e denteado duro, etc etc uma das dos últimos anos são os postais da atalanta filmes. ando angustiada a ver se dou com os postais do mês de agosto de 99, ou melhor, um especial e concretamente. ...
Um modo especial de pensar no IRS e afins

Cheguei há pouco das finanças e não há nada como ficar na fila com modelos e anexos a pensar no destino da poesia, no trabalho da poesia, nas metáforas da poesia, nos versos experimentais da poesia, na tristeza da poesia... Pensamentos profundos só mesmo numa repartição de finanças.
posso ter errado o caminho


mas a única biografia que encontrei on-line sobre José Gomes Ferreira era de um site brasileiro, por sina óptimo.
humor juvenil


exemplo da modernização das cidades no final do século XIX: começou a haver regicídios.

3/29/2004

Listen

When things blink just right
Like they're blinking here tonight
From the corner of my eye
They came, to be

Tell your trouble to
Someone stuck here just like you
Sucking in the smoke
Like it's going out of style

And I'll listen,
To what you have to say
You said it any way to me
And you'll listen
something special is at work
it's really not a chore to me

So put me in a bag
Or bury me in rags
The lady upstairs,
she made, me strong

Can't make it to the bar
Can't make it to the bath
Caught and confused
You give it up for this

Cause, I'll listen
To what you have to say
You said it anyway, though you're not, too sure
I'll listen
Because it means that much to you
You're everything I do, or see

They may not work it out

Lambchop
troco a cosmopolitan pelo fenomenal jornal de notícias

por desfastio e antropologia atrevo-me em café popular desfolhar o jornal de notícias.rio-me com a catita notícia de um grupo de auto-ajuda para mulheres em overdose de paixão e quando penso já nada mais me espantar , o mors !na última página, a sibilina agustina revela-nos o seu programa de televisão favorito .
e sabem? juro que não e lapso meu , é mesmo o rex.sim , sim , rex ,o cão polícia.
estou demasiadamente aturdida para desenvolver considerações.
vou ali comer uma maçã com kenzo e volto já.


Uma das dúvidas existenciais do meu tempo teen:
O Lago dos Cisnes ou a Escola de Rock?
eu já não prescindo !viva a juventude !

http://www.diariodeumpintelho.blogspot.com/
recordações de adolescência


terminado o 9 º ano, lá me convenceram a fazer uns benditos testes psicotécnicos de orientação vocacional.mais cruzinha ,menos cruzinha deram-me a chave do meu destino : ou eu seria mulher de leis , ou actriz .
resumindo a ópera , eu tinha talento para a mentira.
acho que se esqueceram que a literatura é mesmo a mais perturbante das mentiras. fiz letras.

desde então ,resolvi só consultar astrólogos.

3/27/2004

dúvida metafísica


exactamente a partir de quantas maçãs se inicia o risco de overdose?
releitura de lewis carrol


encontrei a própria alice -maravilha
interjeição da noite , completamente sem propósito

como diria alguém que eu não conheço mas a nébia jura existir: ora cum caneco !
descubri a chave de tudo numa banca de jornal


all you need is cosmopolitan.a receita de hoje prometia acabar com as insónias,tornar-se a namorada ideal( vejam só o avanço , não é mulher , é namorada ) e provavelmente teria também uns magníficos testes carreira e dicas de moda ,além do departamento de sexologia,the last but not the least.
como recuperarei eu o tempo perdido?
Sonhei com actores
num teatro, que quererá isto significar?
Um sonho a preto e branco (já não sonho a cores),
não sei que peça
se representava; eu (alguém)
era um espectador, pois via o palco:
parados, que se tivessem subitamente esquecido
do que deviam dizer,
olhando-me (se se tratava realmente de mim)
longamente e angustiadamente, à espera
que eu acordasse
e que o meu sonho- tinha que ser um sonho
de alguém, estavam certamente a sonhar,
iriam acordar e não passaria tudo de um sonho!-
terminasse.



Manuel António Pina
, Cuidados Intensivos, 1994.

ainda

"dar a mão a alguém sempre foi o que esperei da alegria. " pág, 14.

"será preciso coragem para fazer o que vou fazer: dizer." pág, 16.

"criar não é imaginação, é correr o grande risco de se ter a realidade." pág 17.

"se eu olhar a escuridão com uma lente, verei mais que a escuridão?" pág 17

"viver não é a coragem, saber que se vive é a coragem." pág 20.

clarice lispector, a paixão segundo g.h. , relógio d' água.




"o que importa afinal: viver ou saber que se está vivendo?-palavras muito puras, gotas de cristal."

clarice lispector,perto do coração selvagem,pág 68



"Esta história começa numa noite de Março tão escura quanto é a noite enquanto se dorme. O modo como, tranquilo, o tempo decorria era a lua altíssima passando pelo céu. Até que mais profundamente tarde também a lua desapareceu."

clarice lispector, a maçã no escuro, pág 13


s.paulo

próxima paragem

quem por alta noite
me prende a mão
e esconde o rosto por detrás do espelho vazio?
no more shall we jojo our mind!

a novela com as maiores audiências desde ossaudosos e idos tempos da vila faia , não chegou ao seu fim.imensos fãs ,estridulamente chorosos ,se têm, por pungentíssimas palavras ,dirigido suas preces à autora de jojó que continua em crise autoral e sem patrocínio.
mas está para breve afiançado um fulgurante retorno de jojó,madame e uma nova personagem que trará mais preto e branco às coloridas peripécias de jojó, poeta e mordomo rocher , agora com guarda- roupa exclusivo .


para descanso de suas fãs e sobretudo da inexcedível marisol ,o torneiras de freud , produções criativas ,literárias e circenses adianta que jojó tem estado poeticamente fértil( a ovulação decorreu há uns 6 dias atrás ), podendo mesmo vir a publicar-se um inédito seu por estas bandas.
a escolha do garfo perfeito

angustia-me a frequência de restauarantes que desconheço.não , não por desconhecer a higiene do mesmo .a razão prende-se com a metafísica e ergonomia do garfo.
um garfo inadequado pode arruinar a mais aprazível das delícias gastronómicas.
por exemplo, a textura de um garfo .há-os ásperos , incómodos , os lábios e a língua arrepiam-se de levar até à boca a maléfica forquilha .o cabo pode ser também inapropriado , demasiadamente curto ou comprido .e assim também os dentinhos do garfo , propriamente dito .devem ser devidamente estreitos e potentes para agarrar alimentos de difícil apanha , mas nada de demasiadamente estridente.e há os tridentinos e tetradentinos.inclino-me geralmente a prefereir os segundos , mas de tudo depende o equilíbrio harmonioso das partes e do conjuntó .
e depois o brilho .odeio garfos com brilho.gosto-os discretamente baços ,respeitando o silêncio do banquete.
para mim ,um bom garfo é sinónimo de tudo que de bom a civilização tem para oferecer .
fiat lux



« ( a verdade é sempre um contacto interior inexplicável .A verdade é irreconhecível.Portanto não existe? Não , para os homens não existe.) » ( p.87)


« Agora me lembrei que havia um tempo em que para me esquentar o espírito eu rezava : o movimento é espírito.a reza era um meio de mudamente e escondido de todos atingir-me a mim mesmo .Quando rezava conseguia um oco de alma - e ese oco é o tudo que eu jamais posso ter.Mais do que isso , nada.Mas o vazio tem o valor e a semelhança do pleno.Um meio de obter é não procurar,um meio de ter é o de não pedir e somente acreditar que o silêncio que eu creio em mim é resposta a meu - a meu mistério.» ( p.16)


« Juro que este livro é feito sem palavras.É uma fotografia muda .Este livro é um silêncio.Este livro é uma pergunta» .( p.19)


Clarice Lispector,A Hora da Estrela, Relógio de Água




p.s.deste livro fica uma palavra , sempre entre parêntesis.( explosão ) .

3/26/2004


Miró
na senda da Clarice Lispector

eu nem tento falar sobre a Clarice porque não sei sequer. mas sei como " a paixão segundo g. h" agarrou-me até a última palavra. e também sei que o livro «uma aprendizagem ou o livro dos prazeres» continuará a ser o livro que mais amei da Clarice.


"[...]
Ulisses falou:
-Bem tranquila, Lori, vá bem tranquila. Mas cuidado. É melhor não falar, não me dizer. Há um grande silêncio dentro de mim. E esse silêncio tem sido a fonte de minhas palavras. E do silêncio tem vindo o que é mais precioso que tudo: o próprio silêncio. Por que é que você olha tão demoradamente cada pessoa?
Ela corou:
-Não sabia que você estava me observando. Não é por nada que olho: é que eu gosto de ver as pessoas sendo.
Então entranhou-se a si própria e isso parecia levá-la a uma vertigem. É que ela própria, por estranhar-se, estava sendo.
Mesmo arriscando que Ulisses não percebesse, disse-lhe bem baixo: [...] "

Clarice Lispector, Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres, p.61
baptismo

«Lóri está sozinha.O mar salgado não é sozinho porque é salgado e grande , e por isso é uma realização da Natureza.A coragem de Lóri é a de , não se conhecendo , no entanto prosseguir , e agir sem se conhecer exige coragem.
Vai entrando.A ´´agua salgadíssima é de um frio que lhe arrepia e agride em ritaul as pernas.
Mas uma alegria fatal _ a alegria é uma fatalidade_já a tomou , embora nem lhe ocorra sorrir.Pelo contrário , está muito séria.O cheiro é de uma maresia tonteante que a desperta do mais adormecido sono secular .
E agora está alerta,mesmo sem pensar , como um pescador está alerta sem pensar .A mulher é agora uma compacta e uma leve e aguda_ e abre caminho na gelidez que , líquida,se opõe a ela e , no entanto a deixa entrar ,como no amor em que a opsição pode ser um pedido secreto.
O caminho lento aumenta a sua coragem secreta _e de repente ela se deixa cobrir pela primeira ond!O sal , o iodo , tudo líquido deixam-na por uns instantes cega,toda escorrendo _ espantada de pé , fertilizada.
Agora que o corpo está molhado e dos cabelos escorre água , agora o frio se transforma em frígido .Avançando , ela abre as águas pelo meio .Já não precisa de coragem , agora já é antiga no ritual retomado que abandonara há milénios.Abaixa a cabeça dentro do brilho do mar , e retira uma cabeleira que sai escorrendo toda sobre os olhos salgados que ardem.Brinca com a mão na água , pausada , os cabelos ao sol quase imediatamente já estão se endurecendo de sal .Com a concha das mãos e com a altivez dos que nunca darão explicações nem a eles mesmos:com a concha das mãos cheias de água,bebe-a em goles grandes ,bons para a saúde de um corpo.
E era isso o que estava lhe faltando: o mar por dentro como o líquido espesso de um homem.»


Clarice Lispector , Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres,pag.68
in the mood for clarice


há páginas que incendeiam, que desvastam .assim são as da clarice,clarividente nome , coincidência perfeita entre o ser e a nomeação .
a mais bela oração que li é dela .pertence ao livro «uma aprendizagem ou o livro dos prazeres» , um dos livros que mais me marcaram a vida.com dor e uma carnal alegria.

« Não , não devia pedir mais vida.Por enquanto era perigoso .ajoelhou-se trémula junto da cama pois era assim que rezava e disse baixo , severo , triste,gaguejando sua prece com um pouco de pudor : alivia a minha alma , faze com que eu sinta que a morte não existe porque na verdade já estamos na eternidade,faze com que eu sinta que amar é não morrer , que a entrega de si mesmo não significa a morte,faze com que eu sinta uma alegria diária e modesta ,faze com que eu não Te indague de mais ,porque a resposta seria tão misteriosa quanto a pergunta ,faze com que eu me lembre de que também não há explicação porque um filho quer o beijo de sua mãe e no entanto ele quer e no entanto o beijo é perfeito , faze com que eu receba o mundo sem receio , pois para esse mundo incompreensível eu fui criada e eu mesma também incompreensível , então é que há uma conexão entre esse mistério do mundo e o nosso ,mas essa conexão não e clara para nós enquanto quisermos entendê-la,abençoa-me para que eu viva com alegria o pão que eu como , o sono que durmo ,faze com que eu tenha caridade por mim mesma pois senão não poderei sentir que Deus me amou , faze com que eu perca o pudor de desejar que na hora da minha morte haja uma mão amada para apertar a minha, amém.»


( pag.49)

3/25/2004

Mude

"Repito por pura alegria de viver:
a salvação é pelo risco,
sem o qual a vida não vale a pena"
(Clarice Lispector)

3/24/2004

lema apócrifo de morrissey


love hurts, but love feels good

Heaven knows I ´m Miserable Now

( hino pessoal )

I was happy in the haze of a drunken hour
But heaven knows I'm miserable now

I was looking for a job, and then I found a job
And heaven knows I'm miserable now


In my life
Why do I give valuable time
To people who don't care if I live or die ?


Two lovers entwined pass me by
And heaven knows I'm miserable now


I was looking for a job, and then I found a job
And heaven knows I'm miserable now


In my life
Oh, why do I give valuable time
To people who don't care if I live or die ?


What she asked of me at the end of the day
Caligula would have blushed


"You've been in the house too long" she said
And I (naturally) fled


In my life
Why do I smile
At people who I'd much rather kick in the eye ?


I was happy in the haze of a drunken hour
But heaven knows I'm miserable now


"You've been in the house too long" she said
And I (naturally) fled


In my life
Why do I give valuable time
To people who don't care if I live or die ?


The Smiths


There Is A Light And It Never Goes Out

Take me out tonight
Where there's music and there's people
And they're young and alive
Driving in your car
I never never want to go home
Because I haven't got one
Anymore

Take me out tonight
Because I want to see people and I
Want to see life
Driving in your car
Oh, please don't drop me home
Because it's not my home, it's their
Home, and I'm welcome no more


And if a double-decker bus
Crashes into us
To die by your side
Is such a heavenly way to die
And if a ten-ton truck
Kills the both of us
To die by your side
Well, the pleasure - the privilege is mine


Take me out tonight
Take me anywhere, I don't care
I don't care, I don't care
And in the darkened underpass
I thought Oh God, my chance has come at last
(But then a strange fear gripped me and I
Just couldn't ask)


Take me out tonight
Oh, take me anywhere, I don't care
I don't care, I don't care
Driving in your car
I never never want to go home
Because I haven't got one, da ...
Oh, I haven't got one


And if a double-decker bus
Crashes into us
To die by your side
Is such a heavenly way to die
And if a ten-ton truck
Kills the both of us
To die by your side
Well, the pleasure - the privilege is mine


Oh, There Is A Light And It Never Goes Out
There Is A Light And It Never Goes Out
There Is A Light And It Never Goes Out
There Is A Light And It Never Goes Out
There Is A Light And It Never Goes Out
There Is A Light And It Never Goes Out
There Is A Light And It Never Goes Out
There Is A Light And It Never Goes Out
There Is A Light And It Never Goes Out


The Smiths
How can someone so young sing things so sad?


d.d.d.morrissey

cheguei a esta cidade vencida pelo cansaço e procureias ruas cheias de mulheres expostas,mas não consegui ser uma delas.escrevi tudo o que falhei , tudo que me enojou , em ti que tanto amei , no mundo que me abandona mais todos os dias .cuspo no papel a miséria dos dias que nos cercam.
um dia esquecerei o meu próprio nome ou vendê-lo-ei a um amante que queira uma última ilusão.há quem se extasie ainda com palavras .rio-me.faço o que quero com as minhas palavras de mentira e este corpo que te abandonou tantas outras vezes.
ficarás com minhas palavras, depois de mim ainda serão elas a povoar a minha distância.se as leres não te canses.cuspi-as como o mesmo ódio do mundo que agora sinto, fi-las com todo o atrevimento da mentira.
e sabe que me vesti de preto e estava mais bela do que nunca para o meu último amante.
Você Decide



This Charming Man



a junta revolucionária da propagação do espírito call me morbid , call me pale* dá início oficial às comemorações do morrissey `s day
* esta junta tem como único propósito defender o inafiançável direito do portugês à tristeza ,direito esse que tem sistematicamente vindo a ser posto em causa pelos imperialistas da alegria.povos de todo o mundo uni-vos em melancolia.

jovem , vem viver connosco a tua crise metafísica,junta a tua à nossa tristeza e sente-te parte de uma comunidade que não te entende ( só os alegres se entendem , o entendimento é ,para nós, nada mais do que uma doença infantil do alegrismo) mas te acolhe!

mulher neurótica , homem em qualquer crise etária , dos 10 , 20 , 30 , 40 , 50 , 60 ( os homens são uma crise eterna) não renegueis o direito de serem infelizes !

cantemos irmão .e que morrissey nos ilumine , afinal, soframos , entristeçamo -nos mas sempre fashion!
artrite e atrito( veja se consegue pronunciar ih ih )

depois dos surtos napoleonicos de bloqueio continental , o meu rato clama por reforma antecipada.já lhe falei da reestruturação da segurança social , dos bebés que ninguém quer ter , do euro e das sondas de marte , mas ele não quer saber ...
tenho uma autêntica força de bloqueio instalada no meu pc.já não bastava estar pejado de bactérias , agora armado em copcon .tsc tsc.
acabo de saber


http://www.foradomundo.blogspot.com/ triblogue com francisco josé viegas,pedro mexia e pedro lomba .

calcuta conection




voz 1

Ele tinha-a seguido até às Índias.


Voz 2

Sim.

pausa

Voz 2

Por ela tinha deixado tudo.
Numa noite.

Voz 1

A noite do baile...?

Voz 2

Sim.




Subida da luz,sempre.Sempre India Song .As vozes calam-se por muito tempo .Depois recomeçam:


Voz 1

Era ela que tocava piano?

Voz 2( hesita)

Sim...mas ele também...
Era ele que , às vezes ,à noite ,tocava ao piano esta área de S.Thala...

Silêncio .


É uma mansão das Índias.Casa de « Brancos».Divãs.Sofás.Móveis da época de India Song.
Um ventilador de tecto gira, mas com uma lentidão de pesadelo .
Redes de tule nas janelas.Para lá das redes , veredas de um parque tropical.Loureiros-rosa.Palmeiras.
Imobilidade total.Nenhum vento no parque.No interior , sombra densa.É de noite?Não se sabe.Espaço.Dourados.Um piano.Lustres apagados.Plantas de interior.Nada mexe,nada,senão este ventilador de um artificialismo de pesadelo.
A lentidão das vozes acompanha a subida muito lenta da luz , a sua suavidade harmoniza-se com a decoração pungente.


Voz 1 ( como se lesse)

« Michael Richardson estava noivo de uma jovem de S.Thala.Lola Valérie Stein.O casamento devia realizar-se no Outono.
Depois houve esse baile.
Esse baile de S.Thala...»


Silêncio



Voz 2

Ela tinha chegado tarde a esse baile...no meio da noite...

Voz 1

Sim...vestida de negro ...
Quanto amor ,nesse baile ...
Quanto desejo ...


Silêncio






Marguerite Duras, India Song , Quetzal Editores , p.15 e 16
"Eu, alquimista de mim mesmo. Sou um homem que se devora? Nao, é que vivo em eterna mutação, com novas adaptações a meu renovado viver e nunca chego ao fim de cada um dos meus modos de existir. Vivo de esboços não acabados e vacilantes. Mas equilibro-em como posso entre mim e eu, entre mim e os homens, entre mim e o Deus. Vivo em escuridão da alma, e o coração pulsando, sôfrego pelas futuras batidas que não podem parar ".

Clarice Lispector
"Amar os outros é a única salvação individual que conheço: ninguém estará perdido se der amor e às vezes receber amor em troca."

Clarice Lispector
auto-feirense( foto-reportagem clandestina , ou a la recherche de l `antropologue perdu )



exílio

procuro um chão que o céu não toque
e onde possam meus pés
quietamente morrer .
reencarnações poéticas

eu já sei quem fui em outra vida.fui a louca da hora absurda , aquela que partia todos os candelabros glabros e sujou de humano o lago com cartas rasgadas,muitas .isso mesmo .
a louca.
as escavações arqueológicas prosseguirão.
desmontagem da adolescência

_éramos infelizes ou fazíamos de conta?
_éramos infelicíssimos e fazíamos de conta.
desmontagem da infância

_fala-me da sua infância.
_da de agora , ou da cronologicamente clássica?
_da cronologicamente clássica.
_dessa não me lembro .
_então fale-me da outra.
_ olhe ,vá ver as telas do balthus.está lá a minha infância toda.acabo de resolver que não é preciso um conceito verbal para a minha infância.
_está a mentir de novo .
_mas é claro que sim.
exercício zen

demoro -me na janela ,esperando a chuva atravessar a cidade enquanto os pássaros me parecem tão próximos como pedaços de retina.ao homem que passa que passa lá longe cicio :pudesse eu esvaziar-me como a cidade ao fim da tarde .

Registos
(para entregar a um psicólogo)

09:00-acordei com uma pergunta na cabeça
10:01-contemplar o mar
11:02-contemplar o mar
12:03-contemplar o mar
13:04-contar os traços no céu
14:05-contar os traços no céu
15:06-"o chefe apanhou-me com o olho lírico na gaiola do quintal em frente
e debitou-me na minha conta de empregado"
16:07 -"o chefe apanhou-me com o olho lírico na gaiola do quintal em frente
e debitou-me na minha conta de empregado"
17:08--"o chefe apanhou-me com o olho lírico na gaiola do quintal em frente
e debitou-me na minha conta de empregado"
18:09---"o chefe apanhou-me com o olho lírico na gaiola do quintal em frente
e debitou-me na minha conta de empregado"
19:10----"o chefe apanhou-me com o olho lírico na gaiola do quintal em frente
e debitou-me na minha conta de empregado"

...

Volta Kleist!

Hoje o castelo de Kleist foi totalmente okupado obsessivamente pela voz de Calcutá que neste momento ainda continua a fazer ponto cruz.


há instantes, ou seja, há duas horas, ouvi uma música que eu adorava completamente.always the sun dos the stranglers, ou seja, a música que o Morrisey sonhou um dia escrever (ehhe).

Always The Sun

How many times have you woken up and prayed for the rain?
How many times have you seen the papers apportion the blame?
Who gets to say, who gets the work and gets to play?
I was always told at school, everybody should get the same

How many times have you been told, if you don't ask, you don't get?
How many liars have taken your money, your mother said you shouldn't bet?
Who has the fun, is it always the man with the gun?
Someone must have told him, if you work too hard you can sweat

There's always the sun
There's always the sun
Always, always, always the sun

How many times have the weathermen told you stories that made you laugh?
Y'know it's not unlike the politician and the leaders when they do things by half
Who gets the job, of pushing the knob?
That sort of responsibility you draw straws for, if you're mad enough

There's always the sun
There's always the sun
Always, always, always the sun

3/23/2004

"A única filosofia que pode ser responsavelmente praticada face ao desespero é a tentativa de contemplar todas as coisas como elas se apresentariam na perspectiva da redenção.
O conhecimento não produz outra luz senão a que lança no mundo por meio da redenção:tudo o resto é reconstrução, mera técnica."

Adorno (Minima Moralia)


The Black Math

Oh, don't you think that I'm bound to
react now?
Well, My fingers definitely turning to black
now
Maybe I'll put my love on ice
And teach myself, maybe that'll be
nice

My books are sitting at the top of the
stack now
Well, The longer words are really breaking
my back now
Maybe I'll learn to understand,
Drawing a square with a pencil in
hand

Mathematically turning the page
Unequivocally showing my age
I'm practically center stage
Undeniably earning your wage
Well, maybe I'll put my love on ice
Teach myself, maybe that'll be
nice

Listen master can you answer a ques-
tion?
Is it the fingers, or the brain
that you're teaching the lesson?
Maybe I'll put my love on ice
And teach myself, maybe that'll be
nice


The White Stripes



Yesterday Is Here

If you want money in your pocket
and a top hat on your head
a hot meal on your table
and a blanket on your bed
well today is grey skies
tomorrow is tears
you'll have to wait til yesterday is here
Well I'm going to New York City
and I'm leaving on a train
and if you want to stay behind and
wait til I come back again
well today is grey skies
tomorrow is tears
you'll have to wait til yesterday is here
If you want to go
where the rainbows end
you'll have to say goodbye
all our dreams come true
baby up ahead
and it's out where your memories lie
well the road's out before me
and the moon is shining bright
what I want you to remember
as I disappear tonight
today is grey skies
tomorrow's tears
you'll have to wait til yesterday is here

Tom Waits

3/20/2004

ai deus i u é?

acabo de ser informada em primeira mão :nébia , a nossa destemperada e mui ousada nébia , acaba juntar a sua à voz de rick .
o nosso agente literário de barbatanas amarelas conta agora com um preciosa ajuda na sua missão auxiliadora e socorrista,salvando autores desesperados vitimizados pela ignóbil manipulação e fúria de seus seres textuais ,code name personagens .
depois de aclamado por saramago ,rick, que venceu todos os sem nome do nobelizado com um piscar de substantivos ,vai agora dedicar -se a essa fabulosa empresa de encontrar o desaparecido antropólogo francês par terras de santa maria .

ao que parece também un certain roi queimado poderá vir a juntar-se a este dream team.

3/19/2004

um bonnie prince billy por dia não sabe o bem que lhe fazia



after i made love to you

eloquent , i soon retire
to nothing else i may aspire
after i ´ve made love to you

in the dark i see you glisten
to your breath i lay and listen
after i ´ve made love to you

in your arms i` m softly resting
memories of you undressing
and your lips my final blessing
i never knew
the embrace that i ´ve been lacking
has been found with kisses smacking
and two bodies there attacking
i and you
baby why don´t we feel guilty
why ´s it seem we´re doing right
when we´re doing something filthy
in a rented room tonight

i think it´s cuz we love the now
we love forever love , and how
and my life´s your love , anyway
and your´s life my love , everyday
you are mine o now forever
think of you always wherever
after i ´ve made love to you
after i ´ve made love to you
um extra para a nébia , ou de como a auto-feirense está semiológica

depois do misterioso desaparecimento do antropólogo francês par terras de santa maria , tenho andado atentíssima às conversas.
hoje registava eu indícios suspeitíssimos de que de depois darei conta ,quando ouça a seguinte conversa:
_o pá ,tens aí o telefone do johnny ?



sim ,nébia ,ele nao está em florença ...mas já chegou a terras de santa maria !!!!!!!!!!!!

ai deus i u é?

3/18/2004

made in heaven





nick cave e bonnie prince billy
bonnie prince billy

tem sido o meu amigo mais próximo , nos últimos dias ...ele deu-me a ver certa laranjeira cuja cor parecia tão trágica , como se no mundo não houvesse mais cor ...e à noite,passeando pela cidade ,partilhamos segredos que ninguém poderá repetir...
e sei que se um dia tiver de chorar um amor perdido,escolherei o seu peito .



may it always be

i`ve been with you for fairly a long time
may i call you,may i call you , may i call you mine?
and you , unknown,have been with me
may it always , may it always , may it always be

please don`t leave my side
remember i love you
none of what i have done wrong
was really done against you
if you love me , and i ´m weak
then weaker you must love me more
to re-enforce what´s also strong
and all the love we have in store

by example you show me that´s living alright
stay here with me , stay here with me , stay here with me tonight
and come to me when i go into the bedroom
and we `ll play bride and we`ll play bride and groom

if you had not been born you know
what would i , what would i be then?
i would not have the strength to grow
and be counted ,and be counted among men

please don`t leave my side
remember i love you
none of what i have done wrong
was really done against you
if you love me , and i ´m weak
then weaker you must love me more
to re -enforce what´s also strong
and all the love we have in store

in the morning we´ll wrestle
and ruin our stomachs with coffee
won´t we be won´t we bw won´t we bw happy
and we will rise in anger love and ardour
shining shining sparkling shining
shimmering in love´s armour


as minhas aventuras par terras de santa maria

numa das mais recentes descidas ao submundo da auto-feirense,ilustre companhia de auto-viação ,única no mundo capaz de nos suscitar aventuras semiológicas em tempo irreal,tropecei por acaso num moleskine...
sim , ó incréus!ele há moleskines pululando pela auto-feirense!
as mãos tremiam-me,mas lá consegui esticar-me a apanhar o dito caderno.olho em volta ,tentando averiguar a quem poderia pertencer o dito objecto.
mais três passageiros além de mim:
dona augusta ,mistura de sibila apocalíptica com comentadora política de província;
senhor antero ,um homem entre a esfinge e o ciclope , o homem mais rápido do oeste no resmungo por minuto ;
i
nquieto-me , o moleskine não seria deles ...entáo, de quem?
estava instalado o mistério...
pensei em telefonar a rick , o super agente das barbatanas amarelas ,mas ele está ocupadíssimo a defender saramago das investidas das suas personagens cegas e sem nome ....então resolvo-me a abrir o moleskine...( tensão dramática , por favor )


....intervalo comercial....


voltei ...suspense de novo ...abro o moleskine e eis qual não é o meu espanto ao ver que está escrito em francês !em francês , pois não !

passo à trancrição , feita já a devida e cuidada tradução da língua de balzac:


contributos para o estudo hermenêutico da sinalética corporal dos passageiros da auto-feirense:

registo número 1:
o ineqívo e demorado bocejo,sendo opcional o acompanhemnto sonoro e da gestualidade braçal .executantes:motoristas,cobradores e público em geral;observação final:é imprescindível manter a boca bem aberta durante a execução do mesmo .

registo número 2:
gesto enigmático ,porventura de cariz religioso-místico que consiste em encolher o lábio superior executando um movimento de sucção em sentido ascendente e descendente;executantes:população feminina,acima dos 45 anos ,geralmente com buço pronunciado ;observação final : é necessário procurar contacto visual e executar o enigmático gesto seguidamente;

registo número 3:
utilização cinética do dedo dito mindinho ,originando inusuais sosn no aparelho auditivo ;a finaldidade deste gesto pode ser ora de cariz higiénica ou provir de uma ancestral tradição musical desta tribo nortenha ,executantes: população masculina,geralmente portadora de bigodos fartos e lustrosos .observação final: a unha do dedo mindinho apresenta tamanhos acima da média europeia .



e aqui findam as anotações do misterioso antropólogo francês ...agora resta-nos o mistério ...onde estará sebastien , o francês par terras de santa -maria?

ai deus i u é?

news from the edge of europe


que notícia divertida a que o público dava ontem à estampa:um psi que exercia a actividade de psi , sem ter qualquer formação para tal e ,de facto , nada mais tendo do que uma humilíssima quarta classe.
descobri meu divã...
ai deus i u é?






neuroses


gosto e defendo até à apoplexia o direito de falar ,discutir ,argumentar e resmungar comigo na mais harmónica das contradições.
hoje fiquei mui especialmente maravilhada ,quando a mim mesma me interrompi ,interpelando-me de nós.
olé!haja psicanálise!
varandas


espanto-me sempre com os rostos debruçados nas varandas , vendo a rua .podem os distantes rostos avistados mentir-lhes à solidão?
And miles to go before I sleep


Stopping by Woods on a Snowy Evening

Whose woods these are I think I know.
His house is in the village, though;
He will not see me stopping here
To watch his woods fill up with snow.

My little horse must think it's queer
To stop without a farmhouse near
Between the woods and frozen lake
The darkest evening of the year.

He gives his harness bells a shake
To ask if there's some mistake.
The only other sound's the sweep
Of easy wind and downy flake.

The woods are lovely, dark, and deep,
But I have promises to keep,
And miles to go before I sleep,
And miles to go before I sleep

Robert Frost



recebi há instantes um e-mail com informação valiosa. tudo aponta que o Johnny foi visto em Itália, mais precisamente em Florença, a sair de uma sala de cinema, com a capa deste álbum debaixo do braço. terei de investigar isso, poderá ser a personagem de um filme que.

3/17/2004

não, não vou falar do queen mary II



o queen mary II é a nova ilha flutuante de luxo sem sala de cinema..


Until the Morning Comes é uma letra tão bonita do último álbum dos tindersticks. estive no concerto deles no último novembro, cá no porto. e sem palavras.

Ce matin-là, en se levant, Mary découvrit qu' elle était penchée.


a ale que é absolutamente francesa anda um pouco estranha, nos últimos dias. não sei o que se passa. mas ale, ouve me , o deus da marguerite, o santo scotch, não é boa ideia. ouve a nebia que sabe destas coisas (heheh) e não me faças escrever como a laurinda alves, o.k?
Cinemateca Sete

gostaria muito de falar dos filmes que adoro. contudo, não pode ser, porque nunca mais terminaria de falar, é verdade. mas posso deixar títulos de filmes (hehe). sete de vez em quando.

Persona de Ingmar Bergman- tudo e nada.
Les amants du Pont- Neuf de Leos Carax - a juventude, a paixão, e duas frases- le ciel est blanc mais les nuages sont noirs ,
Ordet de Carl Dreyer- a fé, o olhar, a palavra
Hua yang nian hua (Disponível para amar) de Wong Kar- Wai - à flor da pele,
L´Atalante de Jean Vigo - o desejo,
Die Ehe der Maria Braun (O casamento de Maria Braun) de R.W Fassbinder- o casamento,
Roman Holiday de William Wyler- o olhar de adeus de Audrey Hepburn inesquecível ,

Pessoas que podem salvar um dia

Leio no blogue seta despedida coisas que podem salvar um dia. Como também é um blogue sobre pessoas, fico à espera de pessoas que podem salvar um dia.

Para além da música e do cinema que me salvam, um dia, em certos dias, dia sim ou dia não, as pessoas que eu amo, de que eu gosto é que me salvam.

(post incompleto)

aviso para a ale muito sério

sim, é verdade. houve boatos sobre. mas agora terei de confirmar. é mesmo verdade. o nosso blogue é ,sem dúvida, o primeiro a ter um termómetro invisível, no scroller, sim, nessa tirinha sobe e desce, ao lado. por mais incrível que pareça, apesar do título ser de uma música do beck "lost cause" ( lindo videoclip! ), o post da ale provocou estragos no nosso blogue, chegando quase a rebentar o dito termómetro, foi quase. não sei como será, caso continue assim. deste modo, agora, só tenho um medida radical que é retirar todos os livros do george bataille, da maria teresa horta, .. da frente da ale. sim, é mesmo necessário. não quero depois estar eu aqui a recolher estilhaços de termómetro invisível..
no último sábado jantei no restaurante"O Colesterol" (sugestão de um amigo que conhece o meu extenso trabalho sobre títulos ehhe). e, para espanto meu, o garçon do restaurante não sabia o que era um pratinho de "romeu e julieta". eu a pensar já nas grafadas breves que ia dar no meu romeu e julieta (a julieta tem de vir sempre muito fininha.) , mas não, tive de explicar então o que era. o que me vale é que eu vejo os filmes do nanni morreti. como poucos, nanni sabe cortar queijo. engana-se quem pensa que não é uma arte saber cortar queijos.
pergunta do tempo do primeiro faraó, ou seja, neste momento

por que será que o mel está em moda?
é o mel do tonino, é o mel da paixão, é o mel
não tem importância nenhuma. no entanto , gostaria de dizer que o meu gosto musical é um leque musical assim como o arco- íris. tenho os meus cds organizados por cores, em especial por degradés. por exemplo, todos os meus cds da p.j harvey estão no cor-de-rosa a fugir para o vermelho.

3/15/2004

'Stories from the City, Stories from the Sea'



Big Exit

Look out ahead
I see danger come
I want a pistol
I want a gun
I'm scared baby
I wanna run
This world's crazy
Give me the gun

Baby, baby
Ain't it true
I'm immortal
When I 'm with you
But I want a pistol
In my hand
I wanna go to
A different land

I met a man
He told me straight
"You gotta leave
It's getting late"
Too many cops
Too many guns
All trying to do something
No-one else has done

Baby, baby
Ain't it true
I'm immortal
When I 'm with you
But I want a pistol
In my hand
I wanna go to
A different land

Sometimes it rains so hard
And I feel the hurt
In my heart
Feels like the end of the world
I see the children
Sharp as knives
I see the children
Dead and alives
Beautiful people
Beautiful girls
I just feel like it's the end of the world

I walk on concrete
I walk on sand
But I can't find
A safe place to stand
I'm scared baby
I wanna run
This world's crazy
Gimme the gun

Baby, baby
Ain't it true
I'm immortal
When I 'm with you
But I want a pistol
In my hand
I wanna go to
A different land

P.J.Harvey

3/14/2004

aforismos para esquecer em cinco segundos

devíamos nascer em silêncio .
reiteração de estado de espírito


??????????????????????????????????????????????????????
?????
?????????????????
??????????????????????????????????
?????????
????????????????????
?????????
lost cause

somos duas rotas , dois trajectos ,damo-nos o tempo que nos abriga e dele fazemos breves instantes de alegria e prazer, o que importa,somos o que o tempo perdoa, o que despeja e não quer .
atravessamos a cidade,somos tão nossos como é meu o teu princípio e é teu o meu fim .vimos tanto vazio, quanto mais ruído ,mais se via de vazio .
a cidade estava tão triste aquela noite.o táxi era o mais seguro porto , mas havia o toque ,havia o beijo e as palavras .sim ,era preciso amar com todas as palavras , todas , as boas e as más , as inúteis .as palavras de morte.era preciso tudo , dar tudo para cairmos de rastos outra vez no vazio.
o táxi parou .era uma pensão de nome lírico , o lirismo da nossa urbanidade , atravessando rostos e paisagens quase em desespero , sempre sem tragédia.
tantas mentiras percorridas e aqui está o teu corpo diante do meu .nós , dois .e uma cidade que nos cospe diariamente , numa distância que interpõe o sonho e a crueldade.e o teu corpo nu , oferecendo-se agora à minha boca .façamos o que nos é pedido .seremos mais uma promessa vã .um instante que o tempo roubará , mas antes façamos de conta que podemos .
somos duas rotas , dois acidentes .somos dois trajectos e não há maior distância que a certeza destes corpos nus.
amanhã estaremos de novo tão vazios como o último copo da prostituta que esta noite não teve ninguém .mas hoje somos nós quem mente à cidade.
our souls are love and a continual farewell
( w.b.yeats)

dirás o meu nome,
chamando-me,depois de nascer
sobre mim a mais fria manhã?


depois dos frutos se abrirem sobre a terra
e nas tuas mãos
a memória já não couber
entre o vazio ,
dirás ainda o meu nome?



espelho


estarás mais distante
que o primeiro nome
a morrer sobre a terra?
(em quantas mais sílabas farei de mim
nome oculto nos teus lábios adormecido?)
extra -extra


as próximas edições da revista XIS deverão trazer uma cinta com a recomendação :


os clichés prejudicam gravemente a saúde


sectores mais radicais da prevenção da saúde intelectual contestam a leveza de tal aviso e sugerem antes:


os clichés podem matar
foi bom


gosto de cidades nuas .
caminhei assim , hoje , por uma cidade em que o céu se dava em estrelas.
bonnie prince billy caminhou comigo e juntos descobrimos uma estranha tragédia no silêncio de domingo .mas isso ficará para sempre entre mim e ele...
estados de espírito



???????????????????????
?
????
???????????
?
????
um novo conceito de dieta´


baseado nas variedades nestum chocolate e nestum mel .podem ser complemenatado com sopas da avó , sortido húngaro , muito queijo e kiwis!
pathétique


_est-ce qu `il pleut ?
_oui ...
_mais pourquoi ?
_ parce qu `il ne peut pas savoir le nom de son coeur .
desastres

emaranhei no coração uma paisagem irreal e agora corro para o alcançar.
neuroses


confirma-se: a minha casa odeia-me .
endereço confirma existência?

acabo de inaugurar vários endereços electrónicos para personagens minhas ...ângelo , helena , madeleine , jojó foram os primeiros contemplados !quem se seguirá?
( as palavras que te dou , onde ficam? )


espinho



na noite
o peito é uma janela vazia e sem paisagem .
respiras numa cidade de mar
onde havia amantes e rostos
onde reflectir a dor .
e os olhos ,de tanto se fecharem ,
não vêem o vento atravessando os olhos
nem a morte .

depois de um
outro verão
breve passagem da alegria
onde os teus braços eram pobres
e desolados
como a louca que repartia o seu pão com os pássaros ,
imprópria que se tornara ao convívio humano .

do teu caminho avista-se a pedra roída da solidão
e não há nisso qualquer desafio
menos que circunstância , menos que acaso

és os passos morrendo no peito cansado
as palavras , ou as mentiras ,
que na boca se fazem errância.

e não há incerta terra para deitar os olhos
onde fossem tão perfeitamente colhidos
que deles nascesse a flor
em que o teu nome repousasse .


Echo And The Bunnymen - Ocean Rain




All at sea again
And now my hurricanes have brought down this ocean rain
To bathe me again
My ship`s a sail
Can you hear its tender frame
Screaming from beneath the waves
Screaming from beneath the waves
All hands on deck at dawn
Sailing to sadder shores
Your port in my heavy storms
Harbours the blackest thoughts
I`m at sea again
And now your hurricanes have brought down this ocean rain
To bathe me again
My ship`s a sail
Can you hear its tender frame
Screaming from beneath the waves
Screaming from beneath the waves...
All hands on deck at dawn
Sailing to sadder shores
Your port in my heavy storms
Harbours the blackest thoughts
All hands on deck at dawn
Sailing to sadder shores
Your port in my heavy storms
Harbours the blackest thoughts
All at sea again
And now my hurricanes have brought down this ocean rain
To bathe me again
My ship`s a sail
Hear its tender frame
Screaming from beneath the waves
Screaming from beneath your waves
Screaming from beneath the waves
Screaming from beneath the waves
All hands on deck at dawn
Sailing to sadder shores
Your port in my heavy storms
Harbours the blackest thoughts




3/13/2004



Colossal Youth

If you think the world is
a machine with one cog
And that cog is you,
or the things that you do
Then you are not in this world
The world is not you

If you think the world
is a balloon in your head
When it goes bang only
you will be dead
'Cos you are not in this world
The world is not you

If you think the world lies
at the top of your legs
And you only live when you are in bed
Then you are not in this world
The world is your head

If you think the world is
a clutter of existence
Falling through the air
with minimal resistance
You could be right, how would I know?
Colossal youth is showing the way to go

Young Marble Giants



3/12/2004

manhã incompleta

não foi demasiado o silêncio da noite e nem vieram as aves aquietar-se no meu peito .
e até o céu se abre mais longe .

3/11/2004

manhã vazia
onde te reparte o silêncio
e te fecha o cansaço
poderei soprar o coração ausente da terra?

3/10/2004

enfim , é isso , ameaça de insónia :


humor carregado é bold
chic

olhem pra euzinha , tão itálica !
interrogatio


onde ficamos mais perto ? no silêncio ou na palavra?
pode repetir ?

hoje chamaram-me de miss byron.olé!
na minha cabeça


uma frequência onda média muito mal sintonizada.
tranquilizantes não naturais


_canal vivir
tranquilizantes naturais

_afiar lápis de cor
_ contar talheres
_ ligar e desligar o interruptor da sala umas cento e três vezes
_ler a laurinda alves( ideia da nébia , promulgadíssima pela comunidade científica )
dúvidas antes de dormir


a loucura só vale se for visível , pública e notória?
os mais fascinantes supermercados

gosto de supermercados impecavelmente arrumados .clinicamente arrumados .tranquilizam-me , desde que desertos .
os dois supermercados mais bonitos que vi não existem.
o primeiro remonta ao clip de «fake plastic trees» dos radiohead.
o segundo é o do filme punch , drunk, love .







« we were married under cherry trees
under blossom we made our vows
all the blossoms come sailing down
through the streets and trough the playgrounds»

de people ain`t no good , nick cave , the boatman´s call ( o seu melhor cd )
reiteração porque sim


quando
( post sentimental e confuso para uma noite de chuva)

quando
a espera é o caminho e o caminho é longo
e a lonjura infinita ,
quando o infinito se bebe com demora
e a demora se faz eterna,
quando eternidade é a palavra repetida pelas manhãs
e a palavra é o fruto e o pão
e o pão se estende pelos lábios ,
quando os lábios são a flor do beijo
e há flores a murmurar o tempo
e o tempo é o tempo da espera
e a espera é o caminho ,
eu sei e eu aguardo
a lonjura ,
o eterno ,
a palavra
e o beijo .
reiteração porque sim


Seg Nov 24, 10:41:34 PM | ale ale
uma litania para te lembrar

( para r.)

és o mar que me bebe as mãos, a laranja aberta fazendo a manhã.
és a sílaba que o sol estende pelo mundo
a minha pele repetida e a boca onde nasço.
a hora futura que dança. és a casa que me despe e a terra onde me deito.
és o céu pousado no coração.és a voz onde me atravesso
e és a palavra solta no país mais longe.és o lugar e és a espera .
és o anjo que foge pelas pálpebras e és o pulso onde a liberdade começa. e és.
historinha ( para r.)


na casa um texto em branco , fazendo da noite consolo distante . a espera repetida , desdobrada na infinitude dos passos que nunca daremos .uma música quase tão perto do ser como uma lágrima . duplico o rosto na janela , entre a terra e o desejo de ti ,onde ficámos , repetidos como o céu ou o silêncio que nos desmente. recordo uma noite de neve e canais .havia dois amantes numa ponte , delírio onde não era possível maior proximidade . queria um texto aos amantes perfeitos que nesse instante fomos e ao beijo que nao repetiremos . ou talvez o texto seja só a memória do que nesse instante se fez irrepetível e tão frágil como a neve colorindo meu peito . quantas mais memórias? quantas vezes mais rasgaremos uma cidade com o nosso abraço ? e quantas mais horas terei para a tua recordação,para me inclinar sobre o finito e impossível ?

o texto da casa ou o dos nossos peitos trancados , tanto faz .branco . a música adensa-se , a espera adianta-se , és pulso e ave e o céu esteve sempre aqui . espero .espero -te .

3/09/2004

avistamento


homens de gabardine ao quadrante 58 |123!
good morning my child ( parte de versinho dos sparklehorse)


quando um dia fores na terra
cavalo que o coração não cansa
escrever -te-ei de longe
lembrando os olhos tristes
do teu animal futuro .



opções de elisabeta no maravilhoso mundo dos guindastes e frigoríficos


1.esteves , o sem metafísica?
2. antónio ,o poeta plangente?
3. afonso ,o capitalista sem coração ?



4.definitivamente ,ruben,o professor de ginástica.
amor e bom -senso

uma novela impossível que jane asteen nunca escreveu !
versão alternativa da revista xis

proposta de temas:


1)guia prático de educação infantil : dez etapas para fazer do seu filho um desprezível punk ;
2) práticas selváticas de exploração da terceira idade;
3) as três etapas fundamentais do materialismo sem escrúpulos;
4) as 10 melhores maneiras de evidenciar desprezo pela vida animal ;
5) cientistas de harvard confirmam : a espécie humana é mesmo desprezível e não há nada que evite isso e faça de si um tantinho menos desprezível .conforme-se , chore muito e trate bem mal o seu próximo !
o que fazer ?

se de repente achamos que somos as pessoas mais equilibradas à face da terra?
solução radical : música aos berros e lanterna apontada às pupilas.
ufa , ainda há esperança!
poemeto feminista pós-moderno

( dedicado ao turbante de santa simone de beauvoir)


viva as amazonas!
abaixo as sabinas!
ao que consta

nébia atrasou-se ,pois a bordo do queen mary teve a ousadia de ficar feliz com a vitória do porto ao manchester !
atirada borda fora , aguarda-se a sua chegada triunfal ao porto de leixões ,a bordo de uma super bóia marroquina!
a melhor coisa do mundo


são os frigoríficos e os guindastes .
as culpas , a culpa


definitivamente é de todos os metafísicos .
socorro !quero um mundo sem metafísica.sem metafísica e sem divãs.
os inventos que ninguém inventou

( parte I )

detector de excessos amorosos .
- Hoje você me salvou .Todos os dias alguém me salva , entende?

Nélson Rodrigues , O Casamento , pag.111
Um Amigo

Num daqueles dias de outono, em que nos queima a vermelha labareda das folhas, um amigo pedia que lhe contasse uma história. "Salva-me a vida, conta-me uma história". E eu recordei aquela mulher das Mil e Uma Noites, que encadeava, com doçura e desespero, uma história na outra, pois só a história infinita nos permite escapar à maldição da morte. Um amigo é uma história que nos salva.

Mário Rui de Oliveira, O Vento da Noite, Assírio & Alvim.

3/08/2004

dia da mulher


e constato que os homens, de facto e indubitavelmente, não têm a mesma capacidade ( de atenção ) verbal .
O queen mary II em Coimbra


é ou não lindo ?


valeu a pena ir a coimbra , quanto mais não fosse porque trouxe este lp .pela capa bien sûr.
qual brancusi , qual rodin !

pour un matin


escuto « blue café» , de café bleu ( redundâncias azuis ) , ou como a tranquilidade pode invadir a saudade .

3/07/2004

dúvida de domingo

se eu fosse uma figura de retórica que seria eu ?
uma hipérbole ou um paradoxo?
em quantas palavras se diz a espera e a esperança?
para cantarmos juntos numa noite de regresso

the way

winter comes and snow
i can't marry you, you know
without you the winter grows
i can't marry you, you know

love me the way i love you
love me the way i love you

take a year in your hands
you can find another man
let your unloved parts get loved
i will be your man

love me the way i love you
love me the way i love you

places you should be afraid
into the river we will wait

love me the way i love you
love me the way i love you


bonnie prince billy
há quem ande por aí a dizer que o jojó vai ter um blogue

é tudo mentira .eu sou a autora do jojó ,sem mim ele não é nada .ele tem andado desaparecido , mas é de castigo .ainda não lhe perdoei aquela afronta na ilha da madeira .
isto hoje em dia anda um caos , as personagens andam muito perigosas .onde já se viu ? homero nunca teve de aguentar isto , ora por favor ....
que cosa más preciosa

isto agora é assim : para se entrar na quinta das lágrimas atravessa-se um campo de golf experimental .que poético senhores.
enquanto o incauto trauseunte medita sobre a mísera e mesquinha, arrisca-se a levar ,na mais condigna zona da sua testa ,com uma simpática e amarela bola de golf.


ideias para reformar monumentos e zonas de interesse histórico português:


-corte inglés na sé do porto
-macdonalds na torre de belém
-zona de desportos radicais no castelo de s.jorge
-fnac no mosteiro da batalha
-novo bar dos alunos da apolo no templo de diana

invenção do dia

bolsas de senhora com luzinha de frigorífico .

uma letra entre o desespero e a euforia ( eu , eu sei , já la vai o tempo , mas hoje acordei com esta disposição matinal e enfim , eu devia ir olhar o céu ou o mar , mas foi o que deu )


Black Hole Sun
(written by: Cornell)

In my eyes, indisposed
In disguise as no one knows
Hides the face, lies the snake
The sun in my disgrace
Boiling heat, summer stench
'Neath the black the sky looks dead
call my name through the cream
And I'll hear you scream again

(CHORUS)
Black hole sun
Won't you come
And wash away the rain
Black hole sun
Won't you come
Won't you come

Stuttering, cold and damp
Steal the warm wind tired friend
Times are gone for honest men
And sometimes far too long for snakes
In my shoes, a walking sleep
And my youth I pray to keep
Heaven sent hell away
No one sings like you anymore

(Chorus)

Hang my head, drown my fear
Till you all just disappear


banda sonora :


nick cave ( desde sempre e para sempre)
madrugada( os nórdicos entendem -me)
elliott smith ( não devia , coração aperta-se ; sweet adeline para trazer a tua voz desde o longe )
soundgarden ( eu sei , só para lembrar a adolescência; dez ou mais vezes seguidas black hole sun )
smiths ( a mais estética das depressões)
ute lemper ( para sofrer de cabaret )
perry blake ( apeteceu-me)
billie holiiday ( a mais bela voz de sempre , nada mais blue ,nada mais perto da alma)
sophia ( porque eu sou outono )
jacques brel ( há que sofrer em francês e que seja com brel , o sublime)
leonard cohen ( desde sempre , para sempre)
tindersticks( com um tinto alentejano )
??????????~
e o que mais me lembrar



alegrias dominicais


-lista em construção -
depois da metafísica , o insuportável pessimismo ( passem à frente )


hoje irei de comboio .
sei o destino , mas tomara não o saber .o que eu queria era chegar à bilheteira e pedir um bilhete sem destino .partir , continuar partindo , sem chegar , sempre em trânsito .
quem sabe assim eu acabaria esquecida como um jornal lido e relido por várias mãos ? canso-me demais .o mundo cansa-me demais .as pessoas cansam-me demais .
e nem o meu desasossego é maior que o cansaço .

3/06/2004

viva o lexotan


essa velha caixinha , demodé , mas de cor confiável ...muito melhor que qualquer experiência holandesa .o teclado parece uma galé do século XVII abandonando um nevoento porto inglês.
i m about to drown.viva a a química da sociedade industrial .
para quê metafísica ou nicotina??nah ...
lexotinizemos !
descobertas de sábado , the return of saturn


é muito aconchegante ouvir ao longe a televisão ligada , ronronando como o gato que não tenho .
descobertas astrológicas

o blogue as torneiras de freud é balança .
agora se explica o equiílbrio reinante por estas bandas!
descobertas de sábado


sou um ser da nostalgia.

3/05/2004

neo -neo -neo


c
ch
chu
chuv
chuva
dúvida de sexta-feira

em quantos paracetamóis se acelera o tempo ?
quem levou o sol embora? quem ? vou processar e ganhar pipas de dinheiro !
refrões tradicionais


pois dar de blogar à dor é o melhor , já dizia a mariquinhas !
kit de sobrevivência


-ilvico , o mais simpático dos paracetamóis , pois além de liquidar a mais persistente das constipações, dá-me o torpor de um valium ;
-uma camiseta com caracteres cirílicos olfactivos;
-a grande muralha da china em livros e revistas;
-quilos de fotos , cartas , rabiscos , papéis e memórias ;
-nove horas de música num só cd;
-muito incenso nag champa;
-gelado de chocolate com avelãs ;

3/01/2004

(os moinhos de deus moem
a nossa luz)

Extracto do Diário de Abel


(na última página de um livro do Rui Nunes)

pour une matin


escuto « blue café» , de café bleu ( redundâncias azuis ) , ou como a tranquilidade pode invadir a saudade .

dúvida de segunda -feira


beber chá ou olhar o céu ?
obsessões

este texto é sobre a minha mais nova obsessão .enfim .não é muito bom , mas dá um panorama sobre o grupo, essencialemente porque lhe faz o parentesco musical .a razão de o transcrever ...well let´s say como a guidinha rebelo pinto sei lá .


Most people would never have made it back. Eaten alive by a carnivorous music industry hungry to swallow any innovators whole for fear they might expose the sheer dominating mediocrity of their most successful charges, Robin Proper-Sheppard refused to submit. Thank God indeed, or we’d never have experienced the beauty of ‘People Are Like Seasons’.
It’s not as if the preposterously named Proper-Sheppard ever had it easy after relocating his most famous vehicle, experimental rock granddaddies The God Machine, from San Diego to London. A decade ago, bassist Jimmy Fernandez died of a brain tumour, the band imploded and a profound sense of gentle victories over crushing hopelessness is still conjured forth by this sad history.

Ten years on, this is how My Bloody Valentine would sound if Kevin Shields roped Bobby Gillespie into returning the favours he’s done for Primal Scream. There’s an unmistakable shoe-gazing vibe, but only if all those underachieving early ’90s bastards had occasionally glanced up from their size nines and taken in a little of the world.

A defiant, almost Billy Corgan-esque, lilt catches Proper-Sheppard’s voice on opener and forthcoming single, ‘Oh My Love’, which is typical of the mood; the tragic faraway sorrow of Sparklehorse married to something approaching The Dandy Warhols without a complete leering cunt for a frontman.

Faced with the kind of past events that strip any lust for life from your bones and pose the question, ‘what’s point of existence?’, it’s no surprise there are profound desolate pangs of soul-wrenching unhappiness. Look no further than the heartbreaking lyrics and painfully sad mourning orchestral refrains of ‘I Left You’. “I left you/but you never really felt that far away”. “I left you/cos it seemed to hurt us less than if I stayed”. “You don’t say much now/but what you do say just tears... tears my world apart”.

You can almost hear his voice crack as seven-minutes of funereal-paced tearful splendour unfurls in the most intricate way; a delicate butterfly of a song cowering in expectation of its imminent death at the hands of a cruel world. Powerful, beautiful stuff.

And as ‘Another Trauma’ trips carefully into the abyss while Proper-Sheppard croaks a quietly triumphant “yeah, yeah” mantra, it becomes clear. While it’s impossible to forget what’s gone before, he’s moving on slowly and respectfully in the only way he knows how, with courage that dearly deserves recognition.




p.s eu sei que não se faz , mas não faço a mínima ideia quem escreveu o texto ...
people are like seasons

amsterdam .loja de cds com gato em cima.um amarelíssimo e estofado gato , caminhando como uma prima ballerina em cima dos cd´s.não , garanto que não tinha ido a um coffee shop antes , nem sequer tido uma overdose de lewis carroll.
os dedos correm sofregamente as prateleiras .a loja situada numa rua de comércio está dividida em sectores ,todas as comodidades de uma cadeia , sem os tiques enervantes de cadeia .em cada um dos departamentos quem nos atende parece realmente gostar e saber o que faz.
enfim.encontro uma belíssima capa de cd dizendo :sophia .assim , como a nossa sophia .vejo outros cd´s do mesmo grupo , tudo capas lindíssimas .olho os títulos das músicas :desert song nº 2,another trauma ou i left you parecem-me tentadores .imagino uma mulher .peço para escutar .não é uma mulher , mas gosto.
people are like seasons .eu sou outono .viva rilke .





lições matinais


se ficar em casa com laringite e resolver escrevinhar toleiras ,é favor não deixar a água para o seu chá ao lume até que a se evapore por completo , começando a queimar o recipiente.
recomenda-se especial cuidado se também estiver constipado e tal prejudicar a natural sensibilidade do detector de incêndios ,localizado mesmo a meio do rosto .